Cálculo de Preço de Venda

Seja por aversão aos números, seja pelo temor da matemática ou por falta de métodos, mais uma vez comprovo a dificuldade dos empresários com a formação de preços de seus produtos ou serviços e com os controles de custos. Tanto aqui no “Ágil + Frágil” como em minhas palestras, há muita manifestação de dúvidas. Na palestra que ministrei esta semana para um grupo grande de empresários tive que explicar casos específicos levantados pelos presentes. Por isso, apresento um método geral, entre muitos, mas que pode ajudar a todos que ainda demonstram insegurança e dúvidas na formação de seus preços. Mas para não ser muito extenso nas explicações, solicito aos leitores que consultem outros artigos deste tema aqui no blog, para completar os conceitos.

Parte 1: Custos e Despesas.

Os Custos Variáveis (custo direto do produto + as despesas comerciais) podem e devem ser apurados para cada produto e para cada serviço. Veja explicações em outros artigos neste blog.  Mas, as Despesas Fixas só podem ser apuradas ou estimadas para toda a empresa e em um período de tempo, por exemplo, em um mês. Desse fato resulta a questão: quanto de Despesa Fixa pode ser colocado em cada produto ou serviço? Um método geral que proponho é pelo caminho do rateio, não é único, mas muito válido.

Divida o valor das Despesas Fixas mensais ( melhor se for média mensal de 12 meses), pelo total mensal das vendas (estimativa ou valor real). Multiplique o resultado por 100. Pronto, o resultado será a relação percentual das Despesas Fixas com as vendas mensais. Insto é: o quanto que cada real (R$) das vendas contribui ou precisa contribuir para cobrir as Despesas Fixas.

Exemplo: Despesas Fixas = R$12.000,00, Vendas = R$60.000,00. Portanto 12.000,00 / 60.000,00 x 100 = 20%

Parte 2: Margem de Lucro

Toda empresa deve definir quanto de margem deseja ou precisa ter na venda de cada produto ou serviço para valer a pena manter o negócio. Não significa que conseguirá. Mas também pode ser que consiga mais. Mas é necessário definir a margem mínima com a qual valha a pena manter o negócio. Suponhamos 10%.

Parte 3: O cálculo.

Para o cálculo, devemos exemplificar um produto:

Produto “A”:

Custo de aquisição (custo direto) = R$10,00 a unidade;

Despesas comerciais: Imposto SIMPLES Nacional: 8,28%

Rateio de Despesas Fixas: 20%

Margem de Lucro desejada: 10%

A soma de tudo resultará no Preço de Venda Mínimo aceitável. Preço de Venda Mínimo aceitável = 10 + 8,28% + 20% + 10%.

Como realizar esta soma? Melhor é transformar em equação. Considere que o preço de venda (PV) corresponda a 100% do que queremos encontrar.

100%PV = 10 + 8,28%PV + 20%PV + 10%PV;

100%PV = 10 + 38,28%PV;

100%PV – 38,28%PV = 10;   Então: 61,72%PV = 10;

PV= 10 / 61,72%  ou PV= 10 / 0,6172; 

Portanto PV= 16,20.

Conclusão: Cada unidade do produto “A” deve ser vendida por um preço não inferior a R$16,20. Mas confira em outros artigos e discussões aqui no “Ágil + Frágil” aspectos importantes sobre custos e preços de venda.

A . Carlos de Matos

Consultor em Gestão Empresarial.

About these ads

339 thoughts on “Cálculo de Preço de Venda

  1. BOA NOITE! ESTOU VENDENDO ROUPAS E BIJUTERIAS! GOSTARIA DE SABER QUAL A PORCENTAGEM QUE POSSO TRABALHAR PARA TER LUCRO E A MERCADORIA NÃO FICAR CARA! POR EXMPLO SE COMPRO UMA PEÇA DE ROUPA QUE PREÇO POSSO VENDER NO CARTÃO E Á VISTA? NÃO PAGO ALUGUEL DA LOJA E NEM TENHO FUNCIONARIOS! OBRIGADA

    • Prezada Josenilda

      Postei aqui no blog artigos de como calcular o preço.

      Mas veja, você deve vender pelo MAIOR preço que seus clientes aceitarem. Calcular preço é apenas verificar se o preço que os clientes aceitam é ou não compensador.

      Boa sorte

  2. boa tarde sou novo no ramo, mas estou vendendo produtos de sex shop, por ser uma pessoa muito conhecido comecei a ter pessoas vendendo pra mim e com isso estou dando a elas 30% sobre a venda total, so que al fazer meu balanço acho que troquei dinheiro gostaria que se pudesse me auxiliar, ex: fantasia compro por R$ 9,90 e vendo a R$ 25,00 e pago de frete sobre as compras cerca de R$ 30,00, gostaria de saber qual o valor seria da fantasia para que pudesse não tomar prejuizo, pois tirei a porcentagem das revendedora e fiquei com menos de R$ 10,00 de lucro sobre as vendas totais, minhas revendedoras ficarão com mais do que eu. como posso negociar , tenho que dar os 30% delas mais ai quero tirar o meu e mais as despesas. me ajude, pois gostei das suas ideias.

    • Prezado Cristiano. Não pode ser um chute, você precisa dominar todos os custos e despesas.

      O custo da compra é chamado de custo direto ou custo da mercadoria vendida (CD).

      A comissão da vendedora esta em despesa variável junto com impostos (DV)

      Você tem ainda as despesas fixas (contribuição para DF) e a sua margem de lucro (ML).

      Para verificar se o preço que você pratica é compensador você precisa efetuar cálculo com base nos seus custos, despesas, expectativa de venda e margem de lucro.

      Portanto é uma soma: PV = CD + DC + Contribuição para DF + ML.

      Para explicar como fazer esse calculo, principalmente para estimar a contribuição de cada produto ou linha de produto para o pagamento de despesas fixas e da margem de lucro eu postei aqui no Blog um artigo explicando direitinho. Se tiver dúvidas volte a escrever.

      Boa sorte

  3. Boa tarde prezado senhor Matos, queria uma informação sobre minha linha de trabalho da qual tenho muitas dúvidas.
    Trabalho com sacoleiras na moda fitnnes e lingerie pago a elas 35% nas vendas acima de 200 reais é meus acertadores 30 % encima de cada acerto .
    ex: vendedora 350,00 – 35%= 227.5 acertadodor 227.5- 30%= 159,25 .

    Pago em uma calça de ginástica o valor :( 10.90)
    ex: 10.9 x 310% = 33,79 esse é meu preço final que vai para sacoleira.

    No final dos acertos não estou conseguindo ver resultados satisfatórios com esse método .

    teria algúm método mais exemplar para mim seguir nesse ramo.

    Desde de já lhe agradeço.

    • Boa tarde prezado senhor Matos, queria uma informação sobre minha linha de trabalho da qual tenho muitas dúvidas.
      Trabalho com sacoleiras na moda fitnnes e lingerie pago a elas 35% nas vendas acima de 200 reais é meus acertadores 30 % encima de cada acerto .
      ex: vendedora 350,00 – 35%= 227.5 acertadodor 227.5- 30%= 159,25 .

      Pago em uma calça de ginástica o valor :( 10.90)
      ex: 10.9 x 310% = 33,79 esse é meu preço final que vai para sacoleira.

      No final dos acertos não estou conseguindo ver resultados satisfatórios com esse método .

      teria algúm método mais exemplar para mim seguir nesse ramo.

      Desde de já lhe agradeço.

      • Prezado Jobson

        Eu postei aqui no blog instruções sobre formação de preços. Você deveria considerar a comissão dos vendedores como despesas variáveis e assim você poderia verificar se o preço que pratica é ou não compensador.

        PV = custo da compra + comissão de vendedor + impostos sobre vendas (se tiver) + contribuição para suas despesas fixas + margem de lucro que achar razoável.

        Você sabe fazer esta conta? Veja no artigo sobre preços que incluí no blog.

        Se tiver, mande novas dúvidas.

        Boa sorte

  4. Recentemente abri uma MEI (comercio e serviço) focada em Gestão e Projetos de TI, Segurança da Informação e Treinamentos. A dúvida é simples, porem difícil de encontrar respostas na internet.
    Vamos lá!
    Um Exemplo: Comprei do meu fornecedor/distribuidor (São Paulo) uma solução de antivírus corporativo contendo 10 licenças (US$ 50,00 a licença, a R$2,28), sendo esta solução para Revenda (meu cliente). Importante lembrar que o ISS é pago antecipadamente pelo fornecedor.

    Minhas dispersas básicas:
    MEI: R$ 42,20 (INSS 36,20 ICMS 1,00 ISS 5,00)
    Telefone Fixo: R$ 100,00 (fixo)
    Celular: R$ 130,00 (fixo)
    Energia = R$ 150,00 (variável)
    Conta Azul: R$ 99,00 (fixo)
    Combustível: R$ 250,00 (variável)
    Link Internet: R$ 130,00 (fixo)

    Minha dúvida:
    1. Como devo formar o preço de venda para este software (não levando em consideração a instalação/implantação)?. Você pode elaborar uma Planilha Excel com margem de lucro, etc….?
    2. Quando minha empresa emitir a NFS-e vou pagar novamente o ISS (aqui em Recife é de 5%), visto que já pago os R$ 5,00 do MEI?

    • Prezado Sergio

      Quando você emitir a Nota Fiscal, esta será com base na legislação do MEI na qual o ISS tem um valor fixo mensal e não na fatura. A prefeitura de Recife é que dará suporte para a emissão da NF

      Quanto ao preço, você deveria praticar o melhor que conseguir fazer seu cliente aceitar. Mas para saber se esse melhor é bom ou não para você, você deveria calcular o preço “bom” e usá-lo como referência. Postei aqui no blog instruções de como calcular esse preço. Dê uma olhada, se tiver dúvidas, mande.
      Boa sorte

  5. Boa tarde!!!
    Necessito de ajuda, sou vendedora ambulante, vendo roupas e langeris, tenho duas vendedoras que me ajudam a vender pago uma comissão de 30%, o preço de custo varia de peças por peças 20,00, 30,00 reais cada, sempre jogo em cima uma porcentagem de 150% em cada peça, em cima dessa porcentagem é que tiro a comissão das vendedoras, o custo fixo o restante é meu lucro, será que estou fazendo certo, me ajude preciso saber como devo proceder…..

    • Prezada Ivonilda

      Você está usando apenas um fator de multiplicação sem um significado real. Você precisa pensar em duas questões ao mesmo tempo:

      – Descobrir um preço que compense todos seus custos e ainda permita acumular lucro com cada venda.
      – Descobrir o que fazer para seu cliente aceitar pagar um preço igual ou superior ao preço que compense.

      Ex.: supondo que você calculou e confirmou que uma peça comprada por 30,00 deveria ser vendida no mínimo por 50.

      Situação 1: seus clientes aceitam pagar R$98,00. Por quanto você venderá: R$50 ou R$98 ?

      Situação 2: seus clientes aceitam pagar R$34,00 e você precisa que seja R$50. O que você fará?

      Compreendeu? O preço que você calcula é apenas para ter referência do que é bom para você. Ter certeza. Sendo que um preço menor que o calculado não será compensador. Mas qualquer valor acima é ideal. E para cima não há limite, é o máximo que o cliente aceitar.
      Compreendeu?

      Então “aplicar 150%”, não resolve. Precisa descobrir qual preço é bom para você e qual preço acima deste o cliente aceitaria.

      Assim, peço para reler as instruções que postei aqui no blog sobre cálculo de preço e se tiver alguma dúvida mande, por favor.
      Boa sorte

  6. Excelente matéria. Faz pouco tempo que comecei aplicar este método na empresa a qual trabalho e tem sido muito eficaz. Certamente este método facilitou e muito a precificação dos produtos.

    Parabéns!

    Abraço

  7. Olá, bom dia! Trabalho com fabricação própria de roupas e gostaria de saber como formar os preços das minhas peças? Exemplo: compro um tecido por 42,00 e com esse tecido faço 3 peças de roupas no mesmo tamanho, pago 6,00 á costureira por peça e minhas contas fixa é de 1,005,00 (Mil reais e cinco) com base nessas informações teria como você me ajudar a resolver qual valor devo colocar em minha peça de roupa? Desde já agradeço!

  8. Quero um trabalho bibliográfico que abordem a área de marketing sobre ( Análise SWOT)

    como montar esse trabalho.
    – Conceito.
    – Sua importancia e aplicação para plano de negócio ou para empresa.
    – descreva quais são as ameaças e oportunidades e de exemplos de ambiente externos.
    – Descreva os pontos fortes e pontos fracos e de exemplos de ambiente externos.

    O outro é assim.

    FAça uma pesquisa que abordem a área de finanças, contabilidade, estratégia sobre ( Preço de Vendas) .

    COMO MONTAR ESSE TRABALHO.

    – Conceito.
    – Sua importância e aplicação para o plano de negócio ou para empresa.
    – Descreva o que deve ser considerado para a realização do preço de venda, ou seja as variáveis.
    – Apresente um exemplo de uma formação de preço de venda, não é necessário aplicação de formulas, pode ser realizado manualmente , o importante é explicar passo a passo.

    Obrigado.
    julianalima561@hotmail.com

    • Prezada Juliana

      Sobre SWOT você tropeçará em material de leitura e pesquisas de tanto que este assunto já é batido.

      Sobre preços, tenho aqui no blog vários artigos que serão úteis.

      Boa sorte

  9. eu quero vender salgados, gostaria de saber qual o lucro terei ? e qual o preço pelo qual devo vende-los?? como devo calcular essas margens??? obg!!!

    • Prezado Igor.

      Depende de muitas variáveis, não há um padrão. Primeiro você precisa definir qual formato imagina. Uma lanchonete? Ambulante?

      Procure na internet e no ambiente do Sebrae-SP um livro que escrevi “Início de um novo negócio – Um alerta ao Empreendedor” lá explico direitinho o passo a passo.

      Boa sorte.

  10. bom dia!

    gostaria de saber, compro produto valor total de gasto por 190,00,qual preço correto deveria revender para obter lucros sobre esse produto?

    • Xanda

      Não é possível dizer. Depende do produto, dos seus clientes, dos seus custos e despesas e do volume de vendas que conseguir realizar.

      Boa sorte

  11. bom dia
    gostaria de saber.???
    moro no estado do mato grosso do sul
    qual são os imposto que devo colocar no produto?
    qual a margem de lucro devo colocar?
    qual a ordem das porcentagem?

    • Prezado Valdinei

      No MS os impostos são os mesmos, mas vai depender do tipo de empresa. Não há um padrão.

      Boa sorte

  12. Olá,minha mãe vende salgados,goatariamos de saber como fazer os calculos p chegar no preço final,e saber qual esta sendo o lucro?Agradeço des de já,obrigada.

    • Prezada Fernanda

      Peço que leia os textos e artigos que postei aqui no blog sobre formação de preços e depois mande suas dúvidas.

      Abraço

  13. Oiii

    Como devo calcular esse preço….

    Comprei um lote de bolsas por 16,60 unidade, vou revender 150 peças.
    Terei que pagar 10% de impostos + 10% de comissão e quero um lucro de 30%. Qual será o valor que devo revender tendo esses gastos?
    Veja se estou errada…

    R$ 16,60 + 10% imposto + 10% comissão + 30% meu lucro = R$ 26,11 esse seria o valor para revenda?

    O gasto que terei é de R$ 3.273,36 (10%+10%+Fornecedor bolsa)
    Meu lucro será R$ 643,41

    Att,
    Carol

    • Prezada Carol

      Seus custos são:

      Custo da mercadoria (fornecedor)
      Impostos
      Comissão de venda
      Despesas Fixas (não tem?????)

      O preço seria: 100%PV = 16,60 + 10% + 10% + 30% + contribuição para despesas fixas.

      Não havendo despesas fixas (???) seria: 100%PV = 16,60 + 10% + 10% + 30%

      Ou 100%Pv = 16,60 + 50%

      Assim o preço seria: 100%PV – 50% = 16,60; ou 50%PV = 16,60; ou PV = 16,60 / 50% = R$32,22

      Compreendeu?

      Boa sorte

  14. Prezado Carlos,
    Estou com uma dúvida sobre a fórmula, gostaria de entende-la melhor.
    Minha dúvida é a seguinte: Na fórmula apresentada devo pegar as despesas mais o lucro que desejo obter e subtrair de 100 o resultado eu divido pelo custo certo?
    A minha duvida e a seguinte por que nao somar as despesas e o lucro desejado ao preco de custo?
    Obrigado.

    • Prezado William

      Esta é das maravilhas da matemática. O preço de venda é os 100%, em percentual sabemos, mas não sabemos em valor absoluto quanto que corresponde estes 100%.

      Mas sabemos que todos os custos diretos, despesas comerciais, contribuição para as despesas fixas e margem de lucro compõem o total do preço, justamente o que queremos encontrar.
      E pelas regras da equação do primeiro grau, o que está de um lado da igualdade multiplicando vai para o outro lado dividindo. Compreendeu?

      Boa sorte

      • Simples Prezado William, o percentual de 40% não é sobre o custo de 10, mas é sobre o preço de venda que ainda não foi calculado. Por isso resulta numa equação do primeiro grau.

        Compreendeu?

  15. Estou abrindo uma loja de parafusos e estou com dificuldade para definir o preço de venda dos produtos.
    Calculei de despesas fixas aproximadamente R$ 850,00
    Os produtos adquiridos tem incidência de: IPI, ICST, ICMS
    Um exemplo de custo unitário dentro os itens adquiridos é: R$ 0,095 por unidade.

    Não consigo calcular a que preço eu poderia estar vendendo esse item. Consegue me ajudar?

    • Prezada Julia

      IPI e ICMS, incidentes sobre a sua compra são custos para vc. O ICMS da ST já foi recolhido pelo seu fornecedor mas é incidente sobre a sua venda. Se vc está no SIMPLES é custo também para vc.

      Sobre preço de venda aconselho que vc deveria considerar dois preços: o primeiro resultante dos seus custos e o segundo da prática em seu mercado. Peço que leia as instruções que passei nos artigos aqui no blog e volte com as dúvidas restantes. OK?

      Boa sorte

  16. OLA MEU NOME É WELLINGTON TENHO UMA EMPRESA DE MATERIAIS
    ELETRICOS A CINCO ANOS GOSTARIA SABER SE MINHA MARGEM ESTÁ CORRETA MEU CUSTO FIXO É 14% DO MEU FATURAMENTO FATURO 70.000 POR MES MINHA MARGEM É DE 35% TIPO ASSIM MEU CALCULO
    PRODUTO CUSTA R$ 10,00 MULTIPLICO X 1,35 VALOR FINAL VENDA FICA
    R$ 13,50 – ESTÁ CORRETO A EMPRESA É SIMPLES NACIONAL 8,28% IMPOSTO .

    • Não prezado Wellington, penso ser perigoso esse modelo de pensar preço.

      Peço que estude as instruções que coloquei aqui no Blog em artigos sobre preço. Se ainda tiver dúvida, mande.

      Boa sorte

  17. Boa noite, estou pensando em comprar um ponto comercial onde funciona uma bomboniere. A atual proprietária está pedindo o valor de R$ 10,000.00, vou abrir o negocio como MEI.
    Pretendo solicitar um empréstimo no banco.
    Segue os valores do negócio:
    Aluguel R$ 500,00
    Agua R$ 67,00
    Luz 120,00
    MEI 40,00
    Funcionária R$ 800,00
    Segundo ela o faturamento é de 6,000.00 mensal.

    É viável esse negócio? Como se trata de uma bomboniere, como calculo o preço dos produtos?

    • Prezado Rodrigo

      O negócio será bom se conseguir vender um bom volume de produtos. Aqui no blog eu publiquei artigos com instruções sobre preços e volumes de venda. Dê uma olhada. Se tiver dúvidas, mande.

      Boa sorte

  18. Ola, boa noite

    Meu nome é Lucas Brandão

    E estou com uma duvida, na verdade não é bem uma duvida, quero mesmo saber se a formula que calculei o meu preço esta correta.
    Segue a sua formula e cheguei ao valor de 20,15 reais

    No meu caso o produto e para revenda.
    O produto custa 16,00 reais
    Despesas 21.60%
    taxa do Cartão 3.5 %
    lucro 20%
    sendo assim o valor do produto no cartão seria 29,15 ? Esta correto ? A formula é essa mesmo ?

    • Prezado Lucas

      A conta é assim: PV = 16 + 21,60% + 3,5% + 20%; PV = 16 + 45,10%; PV – 45,10% = 16

      Assim,54,90%PV = 16; PV = 16 / 54,90%; Portanto o PV para dar esta cobertura teria de ser PV = 29,14.

      Compreendeu?

      Boa sorte

  19. Olá Carlos

    Gostaria que me ajudasse nesse cálculo. Estou abrindo uma empresa, como meu produtos tem preços diferenciados de compra estou com dificuldade de elaborar meu preço de venda. Como não sei o meu faturamento mensal, estou colocando como meta vender 2000 reais/mês, não sei se estou fazendo certo
    Custo fixo: 578,80
    Margem de lucro: 30%
    ICMS em cima do produto que comprei: 18%
    Exemplo de custo de produto (sem impostos): 111,70

    Como eu faria o preço de venda?

    Obrigado

    • Prezada Angélica

      Com esses números Sua empresa poderia ser optante do SIMPLES, considere essa possibilidade.

      Também considere que o preço calculado só serve para verificar se o preço de mercado está ou não sendo compensador. Pratique o melhor preço que puder e não o calculado. Compreendeu?

      Suas despesas fixas correspondem a 28.94% do faturamento previsto.

      Então o preço deveria ser tal que pudesse cobrir:

      28,95% para despesas fixas, 18% para ICMS, 30% de margem de lucro e 111,70 da compra. Concorda?

      Ou seja PV = 111,70 +28,94% + 18% + 30%;

      PV = 111,70 + 76,94%
      PV – 76,94% = 111,70
      23,06%PV = 111,70; PV = 111,70 / 0,2306 = 484,39

      Sendo ICMS = 87,19
      Contribuição para despesas fixas = 140,18
      Margem de lucro = 145,32
      Custo da compra = 111,70

      Total = 484,39

      Boa sorte

  20. Boa Tarde,
    Primeiramente…Muito obrigada pela boa vontade e ajuda!!

    Fiquei com dúvida na parte final, me confunde quando misturo % com valor (R$)
    Estou abrindo uma empresa e trabalho com docinhos de festas, pela pesquisa que fiz com os concorrentes eu posso vender 1 doce por até R$ 2,80(se pedirem mais de 50unidades) e até R$ 3,00(se pedirem menos que 50unidades).

    Mas eu não sei exatamente quanto custa o meu doce, só coloquei o preço em cima do que o mercado está cobrando e acabo não sabendo como dividir para as despesas certas.
    E se eu não tenho a empresa aberta como vou saber quanto eu vendo por mês?

    Para um doce eu gasto R$ 0,99 (entre ingredientes e embalagens)
    Custos R$ 5.968,90 (luz,agua,aluguel,telefone.salario,etc..)
    Total de vendas R$ 625,00 (como estou abrindo agora nào tenho outro mês para saber quanto vendi, então chutei uma encomenda)
    Rateio despesas = 5.968,90/625×100= 955,024%

    Custo aquisição = R$ 0,99 (materia prima+embalagem)
    Despesas Simples Nacional = 8,28% (tirei do seu exemplo-abri uma MEI e me falaram que o imposto é de 4% fiquei na dúvida)
    Rateio despesas = 955% (arredondei)
    Margem de lucro = 10% (também coloquei igual ao seu exemplo)

    Calculo
    100%= 0,99+8,28%+955%+10%
    100%= 0,99+973,28%
    100% – 973,28%=0,99
    873,28 = 0,99
    PV = 0,99/873,38%
    PV= 0,11336 – esse valor é meu preço de venda??

    Não entendi…
    Se for possível sanar essa minha dúvida eu sou grata!

    Obrigada
    Carolina

    • Minha prezada Carolina.

      Vamos por parte

      Se vc é MEI, esqueça-se por enquanto de imposto. Você terá de pagar uma taxa mensal para ter acesso à aposentadoria, mas isso não será considerado como imposto, mas uma despesa fixa.

      A questão de custo não é somente os ingredientes. Estes são fáceis de calcular, não são?

      Mas para fazer doces e outras guloseimas vc precisará gastar com outras coisas difíceis de calcular para cada doce. Por exemplo: o uso do imóvel, da iluminação, do gás, água, telefone, o seu esforço, e o trabalho de alguém que ajudar vc. Como calcular para cada doce? Penso que não será possível. Chamamos de despesas fixas. Podemos então achar uma média por doce.

      Como estes gastos são mensais, vc precisará imaginar quanto poderá produzir e vender por mês para ficar compatível com estes gastos. Se vc paga R$700,00 para alguém ajudar vc, então precisará vender acima de 700, para pagar esta pessoa e ainda pagar os ingredientes. Concorda? E isso sem ter lucro.

      Então, com a estrutura que vc montou para produzir doce, vc gasta algo por mês. Quantos doces conseguirá produzir com essa estrutura? Então divida o valor dos gastos da sua estrutura pela quantidade de doce e achará qual o custo da estrutura por cada doce. Some o custo dos ingredientes e seu lucro e achará o preço mínimo compensador.

      Compreendeu?

      Boa sorte

  21. Boa tarde Carlos!
    Por favor, me ajude a equacionar um dúvida, segue abaixo as informações:
    PIS = 1,65%
    COFINS = 7,60%
    ICMS = 17%
    O Valor do produto apenas com PIS e COFINS é de R$ 4.800,00. Como faço para encontrar o preço final, sem o IPI, ou o preço de custo deste produto?

    Obrigado até o momento.

    Leonardo

    • Prezado leonardo

      Não entendi bem sua dúvida, mas vou supor que seja a seguinte.

      Se o valor já está com PIS+COFINS+ICMS, qual era o valor líquido antes de adicionar o PIS+COFINS+ICMS?

      Ora, PIS+COFINS+ICMS = 26,25%. Para incluir estes 26,25% no valor líquido, este foi dividido pela diferença de 100% – 26,25%.

      Ou seja, foi dividido por 73,75%. Para voltar ao valor original faça a conta inversa: multiplique.

      Assim, se os 4.800 estiver com PIS+COFINS+ICMS, basta multiplicar por 0,7375 = 3.540; 3540/0,7375 = 4800.

      Se estiver somente PIS + COFINS = 9,25%, então será 100%-9,25% = 90,75%. Seria 4800 x 0,9025 = 4.332,00

      Boa sorte

  22. Olá prezado Consultor Matos, tenho 21 anos por pesquisa acabo de encontrar seu sait, parabéns pelo generoso serviço prestado! então, estou em fase de planejamento de um possivel negocio revender um produto ainda não definido apenas em analise, além de tudo o que mais me aflige ao querer iniciar o negocio é de como vou calcular o valor de venda da mercadoria? gostaria de saber a maneira mais simples, objetiva e concreta de como chegar a um valor de venda condizente com a realidade do mercado pretendido, ou melhor a melhor e mais simples formula de calculo para se chegar a esse fim. desde já agradeço a resposta, grande abraço carinhoso.

    • Prezado Daniel.

      Nem tente agradar a esses dois senhores : seu desejo e o mercado. São muito diferentes para ser agradado de uma forma única.

      Assim, esqueça-se de tentar calcular um preço que seja bom pra você e também para o mercado.

      Como fazer? Adote o maior preço que o mercado aceitar pagar. Depois verifique se esse preço é bom para você. Se não for bom, significa que você precisa ajustar seus custos.

      Compreendeu?

      Mas como verificar se o preço é bom para você? Ora, calculando o preço resultante dos seus custos e intenção de lucro e comparando-o com preço praticado.

      Como calcular esse preço? Some tudo que gastar com cada unidade do produto e acrescente a margem de lucro que deseja. Simples não é?

      Claro que é, mas a questão é que, do que você gasta, parte tem a ver como o produto e parte não. Por exemplo o aluguel. O Gasto de aluguel não tem nada a ver com o produto.

      Então a única dificuldade é calcular para cada produto os gastos que não correspondem ao produto.

      Compreendeu? É somente essa passagem que faz parecer complicada a conta.
      Leia novamente o artigo aqui no blog que escrevi com instruções. Se tiver dúvidas ainda, mande.

      Boa sorte

  23. Oi vou abrir uma empresa de Suco e emprestei 5.000 mil e vou pagar 152,00 reais por mês em 36 parcelas eu tenho mil guardado que vou investir também então no caso vai ser 6.000 mil, meus gastos vão ser 400 reais do aluguel, e mil reais com mercadoria e 100 da luz e água eu queria saber quanto mais ou menos vou ter que cobrar de cada suco você pode me ajudar

    Obrigada !

    • Posso ajudar sim, prezada Monise.

      Mas, além das informações que forneceu, faltam outras:

      – Qual volume vc acha que consegue vender? Um negócio como este, costuma faturar quanto por mês? Qual preço empresas como a sua estão praticando?

      Seus custos não serão apenas custo da mercadoria e aluguel. Tem muito mais, como energia, água, telefone, impostos, pagamento da mão-de-obra, de funcionário ou a sua própria. Dando somente alguns exemplos.

      Boa sorte

  24. BOA TARDE,

    PRECISO SABER COMO CALCULO A SEGUINTE CONTA:

    MEU PREÇO FINAL É DE R$65,00 COM MARGEM DE 30% QUAL FOI MEU PREÇO DE CUSTO.

    EXEMPLO:

    CUSTO + 30% = R$65,00

    QUAL FOI MEU CUSTO?

    • Prezado Jonas

      Quando utilizamos percentagem (%), significa um valor relativo. Relativo a outro valor. Então, 30% de quanto?

      Pela técnica, se a margem é 30%, isto significa 30% do preço de venda, ou seja de 65. O que dá 19,50.

      Se sua margem de lucro for 19,50 então o restante será destinado ao custeio, portanto 45,50.

      Mas note, você tem certeza que calculou a margem corretamente??

      Margem é o que sobra da receita (ou do preço) após a compensação do custo direto, das despesas variáveis e da contribuição para as despesas fixas da empresa.

      Você considerou tudo isso?

      Boa sorte

  25. Ola sr. Matos
    Poderia me ajudar, um professor passou as informações para calculo mas não consigo concluir e nem achar explicações… Em um caso simples a partir dos 208,43 para calcular com impostos de icms 18%, pis 0,65% e cofins 3,0%, totalizando 21,65% de impostos, segue o calculo:

    100 – 21,65 = 78,35

    100 / 78,35 = 1,27632

    208,43 x 1,27632 = 266,02

    “prova real”: 266,02 – icms 18% 47,88 – pis 0,65% 1,73 – cofins 3% 7,98 = 208,43

    Porem para calcular sobre os 208,43 com um markup com estes impostos: ICMS 12%, PIS 0,65%, COFINS 3,0 % e IPI de 343%. Como calcular?
    Não consigo de jeito nenhum chegar!!!! Por favor me ajude!!! Desde já agradeço

    • Prezada Maisa

      Primeiro você precisa “incluir” os impostos no valor base, mas “por dentro” tal que, no resultado, ao aplicar a alíquota você chegara ao valor do imposto. Para fazer isso, basta dividir o valor base pela diferença das alíquotas com o valor 100%.

      Veja: alíquotas: 12% + 0,65% + 3% = 15,64%;

      A diferença de 100% – 15,64% é 84,35%.

      Se dividir o valor base por esta diferença, você estará incluindo os impostos no valor base

      208,43 / 84,35% = 208,43 / 0,8435 = 247,10.

      ICMS = 12% = 29,65
      COFINS = 3% = 7,41
      PIS = 0,65% = 1,61

      Total dos tributos: 38,67

      Prova: 38,67 + 208,43 = 247,10

      Já o IPI não é “incluído”. É apenas calculado e somado para se ter o valor total.

      Boa sorte

  26. Esqueci de mencionar outra coisa.
    Sei que para saber a % das despesas divido custos pelo valor faturamento x 100.
    Mas como vou começar como calcular a % dos custos fixos, variáveis etc, para formar o preço de venda. Existe alguma outra fórmula?
    Obrigado

    • Prezado Giovani

      Fazendo estimativas bem realistas. Conversando com colegas de empresas semelhantes (concorrentes).

      O custo das mercadorias você descobrirá facilmente

      Os impostos também

      As despesas fixas você terá de estimar, estudando bem o negócio.

      Boa sorte

    • Prezado Giovani.

      Tem de ser estimativa com base no que você puder orçar e com base em experiências anteriores suas, de seus sócios e até de empresários com negócios semelhantes, para os quais você poderia perguntar sobre médias de gastos.

      Mas nesta fase, vale pesquisar, se informar e fazer estimativas.

      Quando começar, anote e controle tudo para fazer os ajustes.

      Boa sorte

  27. Boa tarde,
    Estou prestes a montar uma loja de Informática. Pretendo começar com um investimento de R$ 30 mil, empréstimo. Como procedo para cálculo de despesas sobre esse empréstimo, calculo o valor da prestação do empréstimo juntamente com as outras despesas?
    Ex:
    Valores +- serão esses:
    Empréstimo R$ 30.000,00/48 x R$ 850,00 +-
    Aluguel: R$ 600,00
    Outras despesas que tenho pois ainda estou empregado:
    Carro: R$ 900,00
    Empréstimo CDC: R$ 450,00
    E os impostos que virão ao abrir o negócio

    Sobre o cálculo abaixo, já tentei entender e não consigo

    100%PV = 10 + 8,28%PV + 20%PV + 10%PV;

    100%PV = 10 + 38,28%PV; aqui não dá PV=13,82?
    Depois 13,82 – 38,28%PV = 8.52?

    100%PV – 38,28%PV = 10; Então: 61,72%PV = 10;

    PV= 10 / 61,72% ou PV= 10 / 0,6172;

    Portanto PV= 16,20.

    Deu um nó na minha cabeça.

    Obrigado

    • Não prezado Giovani

      O pagamento do empréstimo para o investimento inicial será pelo lucro que o negócio gerar.

      O que você vender precisa ser suficiente para pagar todas as despesas do movimento: custo das compras, impostos, despesas fixas inclusive seu pró-labore e gerar lucro. Desse lucro é que você deverá retirar dinheiro para pagamento das parcelas do empréstimo.

      Ou seja: investimento é diferente de custos e despesas. Compreendeu?

      Boa sorte

  28. Olá bom dia, estou estudando comprar um mercadinho com um faturamento de 120.000,00 mês a despesa fixa esta em torno de 12.000,00 e o atual proprietário me disse que esta dando um retorno entre 12 a 13.000,00 por mês ( Pro labore ), a margem utilizada nas mercadorias esta entre 35 a 40%.
    Pergunto, diante destas informações este negocio parece ser bom? a margem parece ser adequada? que conclusões da para se tirar ( mesmo que genericamente ) a respeito desta proposta.

    Muito obrigado por dar atenção ao meu dilema…

    • Prezado Henrique

      É difícil avaliar com poucas informações assim.

      Mas veja: um valor de despesas fixas de 12.000 parece irreal, pois nestas despesas estão aluguel, funcionários e retirada de pró-labore se o sócio trabalhar no mercadinho. Este valor parece bom demais. Sera?

      Mas a informação de margem de 35% a 40% parece estranho também, considerando o conceito correto de margem. Penso que há interpretação equivocada do que seja Margem de lucro.

      Pelo valor do retorno, a margem parece está mais próxima de 10%.

      A pergunta é: com um faturamento de 120.000 qual é o lucro que está sendo gerado? Seria os 13.000? É difícil supor, pois sem a certeza do valor das despesas fixas, fica difícil achar o lucro.

      Boa sorte, se tiver mais dúvidas, mande.

    • Olá Matos, muito obrigado pela ajuda e atenção de sua parte se eu fechar o negocio o convido para vir fazer uma comprinha ( alá cortesia da casa rs…obrigado pela ajuda ).

      Para esclarecer: Eu não vou ter sócios pois vou trabalhar só, das informações que eu obtive do mercado sei que custos com funcionários, aluguel, impostos e contador estão na faixa de 12 a 13 mil reais, e pagando tudo isso me sobra de pro labore ( salário ) uns 12 mil reais.

      Sei que ele coloca uma margem de +- 40% nas mercadorias mas ele faz da mesma forma que eu fazia em outros tempos Ex: eu pegava o valor unitário de um produto na nota de compra acrescentava os 40% e pronto rs… Dava certo rs… ex: bolacha traquinas na nota R$1,00 mais 40% = 1,40… Simples assim, não fazia muuuitas contas… para saber o meu “salário” eu ia pagando tudo e a medida que sobrava um valor X na conta bancaria depois de tudo pago eu deduzia que aquilo era o MEU “salário” .

      Vou ter que ficar no estabelecimento por 30 dias para confirmar o faturamento e terei mais informações para lhe passar dai em diante mas o fluxo de pessoas no mercadinho me pareceu razoável.

      Junto com o mercado vem um imóvel pronto para morar em cima dele que eu posso sublocar ( e abater uns 1200,00 do aluguel de 5.000,00).

      Óóó duvida cruel rs… ( fiquei um pouco assustado com o aluguel rs )

      Enfim… Muuuuito obrigado pelo seu auxilio esta sendo decisivo em minha vida… Seu eu fizer um bom negocio te prometo um engradado de cerveja ou uma panela de nhoque feito pela MAMA capiche…

      Você merece… não é todo mundo que se dispõem a ajudar ao próximo como vc faz… O-BRI-GA-DO amigo…

      • Prezado Henrique

        Peço que tome cuidado nesta maneira de agir.

        No seu exemplo, se vc compra uma “traquinas” por R$1,00 revende por R$1,40, acreditando que esse preço é compensador.

        Pois bem, de onde saiu essa ideia de 40% ou de 1,40. Porque não 50% ou 30%. É apenas um chute? Preguiça de fazer conta?

        Pense assim: se meus concorrentes praticam o preço de R$1,40 para a traquinas, esta é a referência de preço que devo praticar.

        Concorda? Então nem precisaria fazer conta. Basta saber qual o preço que o mercado pratica.

        Pois bem, mas a questão é que sua empresa é diferente dos seus concorrentes em alguns aspectos. Por exemplo: alguns custos são diferentes, como o aluguel, ou o volume de vendas é diferente, ou seu público prefere uma combinação diferente de produtos, etc.

        Então, fica uma dúvida: o preço que o mercado pratica e que você mais ou menos vai ter de acompanhar, é um preço bom para você???? Já que sua empresa tem diferenças das outras

        E agora, como descobrir se o preço é compensador? Se numa outra região vc aplicava 40%, nesta situação isso será bom?. Como descobrir?

        Ora, o preço de venda é resultado de uma soma, dos seguintes fatores:

        1 – custo da compra. Esse você conhece
        2 – valor dos impostos: esse você também conhece.
        3 – % da margem de lucro que você acha ideal (margem de lucro, lucro mesmo, sobre o preço de venda e não sobre o custo): isso você pode estimar
        4 – Despesas Fixas, que são mensais: ESSE VALOR VOCÊ NÃO SABE QUAL É EM CADA MERCADORIA. Sabe o total do mês, mas não quanto corresponde ao pacote de traquinas. Você sabe?

        Veja, prezado os tais 40% que você acrescenta ao custo da mercadoria são justamente para cobrir: impostos sobre venda, seu lucro e a contribuição para despesas fixas.

        Como você sabe de antemão que 40% são suficientes?

        Compreendeu?

        Não importa quanto você acrescenta ao custo da compra, IMPORTA SABER DE ANTEMÃO QUANTO PRECISA ACRESCENTAR.
        Então não pode ser um chute.

        Compreendeu?

        Assim, a análise do preço de venda é uma ação preventiva, não visa definir um valor para vender, mas visa saber se o valor definido é bom para a empresa.

        Após a análise de preço, você chegará em um fator, de preferência por família de produtos, para a etiqueta, a partir do custo da compra. Esse fator recebe o nome de “mark up” que é a relação do custo da mercadoria com o preço de venda, em função do volume de vendas mensais. Quanto mais vender menor pode ser a contribuição unitária para cobrir as despesas fixas. Esse fator é fixo por um tempo, mas duas a 3 vezes por ano, vale a pena recalcular.

        Veja a situação: vamos supor que você compra um produto “x” por R$5,00 e revende por R$50,00. Maravilha não?

        Mas só consegue vender 1 unidade por mês. Então não vale a pena. Concorda?

        Outra situação: custa R$1,00 e você revende por R$2,50 mas consegue vender 3000 unidades por mês. Que tal?

        Parece complicado, prezado, mas não é: leia os artigos sobre preço que coloquei aqui no blog. É como andar de bicicleta, no começo é difícil, depois fica incorporado. Se tiver dúvidas, mande

        Boa a sorte

  29. Estou adquirindo um ponto comercial de artigos de presentes. Compro uma mercadoria PC de 10,00. Meus custos fixos mensais são de R$3500,00. Minhas vendas mensais estão estimadas em 12.000,00. Pago imposto simples nacional de 4% sobre vendas. O lucro de cada mercadoria, varia em função do seu PC, que normalmente coloco 20%. Como exemplo:

    PC = 10,00
    CF= 3500,00
    IMP = 4%
    Lucro = 20%
    Vendas= 12.000/mês
    %CF = 29,10%

    100%PV = 10 + 4%PV + 29,10%PV + 20%PV
    100%PV = 10 + 53,10%PV
    100%PV – 53,10%PV = 10
    46,9%PV = 10
    PV = 10 / 0,469
    PV = $ 21,32

    Está correto? Se trabalhar desta forma, posso garantir a sobrevivência do negócio? É lógico que outras mercadorias vou poder colocar um lucro maior.

    Responda-me, por favor!!!

    • Brilhante Prezado Carlos

      Mas você terá que vender pelo menos 12.000 por mês, mantendo as despesas fixas em torno de 3500 e o custo direto (custo de obtenção) sempre abaixo de 47% do preço de venda.

      Boa sorte

      • Prezado, bom dia!

        Só não entendi o que você quis dizer com o custo direto ter que ficar sempre abaixo de 47% do preço de venda. Poderia me explicar com detalhes este item?

        Grato.

      • Não prezado Carlos. 47% no seu caso e com as informações que você passou. Caso você não consiga manter os custos diretos neste patamar, se for maiores seu lucro diminuirá. Compreendeu? A não que você aumente o preço de venda para manter este percentual.

        Boa SORTE

    • Prezado Adans

      Não existe um padrão de comissão. Descubra pessoas no mercado fazendo o mesmo e se informe. Mas será sempre uma negociação entre você e a distribuidora, considerando os aspectos da atividade específica, como ajuda de custo, etc.

      Boa sorte

  30. Boa tarde Matos, eu gostaria muito de entender o texto acima sobre “cálculo de preço de venda”. quando eu achei que o preço de venda seria 13,80. Ai você conclui o preço de venda de 16,20, não entendi…

    • Prezado Jaldo

      Peço que especifique de forma completa a sua dúvida para eu poder orientar. Esta questão de preço parece complicada mas é muito simples.

      Aguardo

  31. Carlos Matos, bom dia! minha perguntar é a seguinte, abri uma papelaria, gastei na estrutura do negocio, R$ 3.000,00, de custos fixos nos primeiros três meses outubro, e novembro e dezembro R$ 1.300,00, na compra de materiais para sorti a minha papelaria gastei R$ 6.000,00. como devo calcular o preço de venda e qual seria a melhor margem de lucro, para que eu posso pagar minhas divididas sem levar prejuízo e ainda obter lucros?
    por favor me passe a formula.

    Agrdc desde ja! Muito obrigido

    • Prezado A Marcos

      Peço que leia os artigos que escrevi aqui sobre preço. Esse assunto está bem explicado nos artigos. Se tiver dúvida especifica retorne prezado, terei satisfação em orientar.

      Boa sorte

  32. bom dia! como pode ver fiz umas perguntas anterior mente, e gostaria de fazer mais uma.

    Moro em casa alugada, e tenho algumas outras despesas como consorcio da moto, faculdade, cartões tudo da em media de 1.400,00. No meu trabalho hoje tiro em media de 7,00 a 750,00 por mês. trabalhando 10 horas diariamente de segunda a sexta.
    Fazendo e vendendo salgados com media de lucro de 50,00 por dia iria tirar 2.000,00 por mês trabalhando de segunda a sexta com o período de 6 horas por dia.

    Acha que valeria a pena deixar meu emprego atual para investir nos salgados?

    • Prezada Rosângela

      Sua pergunta exige uma resposta muito perigosa, pois não devo direcionar você para decisões de cunho pessoal.

      Emprego é bom, mas como dizia Rockefeller “prefiro ganhar 1% do trabalho de cada pessoa de um grupo de 100 pessoas, do que 100% do próprio trabalho”

      Ou seja, na sociedade temos duas opções de ganhar a vida licitamente: sendo empregado de alguém ou sendo empresário.

      Ganhar dinheiro como empregado é possível para quem consegue um excelente emprego.Portanto, poucos.

      Ganhar dinheiro como empresário depende essencialmente de 2 providências: vender por um preço compensador e vender um volume que seja capaz de acumular lucro.

      Vender alguns salgadinhos como uma boa margem de lucro, não interessa. Mas vender centenas de salgadinhos por dia com alguma margem de lucro é vantajoso.

      Compreendeu?

      Boa sorte

  33. Bom dia!

    Eu faço salgadinhos em casa, gasto em media de 36,00 a 40,00 para produzir 300 unidades. vendo cada unidade a 0,25 centavos. apuro 75,00 reais. ressaltando que o investimento que uso no sábado é o mesmo de domingo ou seja os 36,00 que gastei no sábado guardo e gasto na produção de domingo. nos dois dias apuro 150,00 e gasto em media de 36,00 a 40,00… gostaria de saber se estou tendo lucro ou não e se esta correta a maneira como venho trabalhando. fiz os cálculos e vi que poderia vender os salgados a 0,20 centavso

    • Prezada Rosângela

      Se você gasta R$0,133 por salgadinho e vende por R$0,25 você esta obtendo uma margem de lucro de R$0,117. Parece bom. Mas você teria de vender mais de 6.000 salgadinhos por mês para acumular o valor de um salário mínimo de lucro.

      Mas a questão é, como você sabe que gasta R$40,00 para produzir 300 unidades?

      Você considerou o aluguel? Gastos com água, luz, o seu trabalho, embalagem, etc.?

      Ou você considerou apenas os ingredientes das receitas?

      Tome cuidado. Leia os artigos aqui no blog, nos quais eu explico bem os métodos, e se tiver dúvida, mande.

      Boa sorte.

  34. Bom dia Matos.
    Sou vendedor de epi’s e tenho constatado em vários clientes que o cálculo dos preços de vendas são efetuados com o acréscimo de 40% sobre o preço da NF. No geral, o mercado acompanha a mesma linha, visto que os preços reais de mercado são parecidos. Pelo que observei em seus comentários, este procedimento está incorreto.

    • Prezado Dionízio

      A questão não se trata de método errado ou certo. Mas de incerteza.

      De onde surgiu os 40%?

      O preço resultante é bom para a sua empresa?

      Definir o preço que o mercado aceita não é uma dificuldade, mas saber antes que o preço é bom para sua empresa é a questão importante. Pois se o preço não compensar, sua empresa quebra. Qual é o preço que compensa para sua empresa? Como vc calcularia? Vc aceita passivamente esta ideia de 40%? Compreendeu, prezado?

      Boa sorte

  35. OK, vamos segui o teu exemplo la em cima, meu preço de venda vou vendar no minimo 16,20, e vamos dizer que o contador vai fazer o imposto no final do mes que será de 4% sobre o faturamento bruto que foi 16.20. tive notando que quanto mais eu aumento o meu preço de venda maior fica o meu imposto no final do mês. ou seja esta correto eu vender por 16.20?

    • Prezado Thiago

      O imposto faz parte das Despesas Variáveis e incide sobre o valor da venda. Quanto mais vende mais paga imposto. Não significa que ocorre aumento de imposto. Significa que sua empresa fica maior.

      Boa sorte

  36. Gostaria de deixar registrado meu MUITO OBRIGADA pela matéria postada sobre comissões. Eu precisava revisar os cálculos do meu Sistema de ERP e ainda comprovar ao meu Diretor de que os cálculos estavam corretos. Porém eu não estava conseguindo chegar ao meu valor de PV por esquecer de considerá-lo como 100%…
    Mais uma vez obrigada.

  37. Boa tarde! Tenho uma dúvida, tenho uma mercadoria que era para ser vendida por R$ 1,39, já com todos os cálculos que me explicou inclusos, porém conseguir vende-la por R$ 1,66. Porém, foi refeito os parametros e estão me exigindo que eu faça uma dimunuição neste valor de R$ 1,66. Só que minha dúvida é: Como achar inicialmente quanto em % conseguir lucrar inicialmente com a venda ao preço de R$ 1,66 com relação ao valor de R$1,39, após isso, quero diminuir 5% deste do valor de R$ 1,66, que o valor que estão me solicitando. Ademais, queria saber se não tem nenhum livro de fácil entendimento e explicativo que possa me indicar para eu comprar que trata destes assuntos de formação de preços.

    • Prezado Wendell

      Não conheço nenhum livro que explique essa questão de maneira mais fácil. Mas todos os livros que tratam de gestão financeira, abordam formação de preço.

      Mas penso que sua dúvida não é sobre formar preço, mas sobre matemática financeira, cálculos envolvendo percentuais e equações.

      Está difícil entender sua dúvida. Na venda de uma mercadoria você não consegue “lucro”, você consegue uma contribuição para formar o lucro, que é um valor acumulado num período de tempo, no qual você precisa cobrir despesas. O que “sobrar” num período de tempo de operação da empresa é chamamos de lucro. Assim, precisamos garantir em cada preço a maior contribuição possível para o lucro. Concorda?

      Peço que retorne com a dúvida, sobre o que realmente deseja saber.

      Aguardo

      Matos

  38. Como você determinou o valor das vendas para R$60.000? É a receita bruta do mês passado? E se minha empresa ainda for abrir, eu realizo com base na estimativa da receita bruta de um determinado mês?

    • Prezado Leonardo

      A previsão de vendas, seja para empresas iniciante, seja para empresas já atuantes no mercado, é uma necessidade. É uma exigência da qual nenhuma empresa escapa.

      Existem várias formas de elaborar tal previsão, mas todas devem levar a uma conclusão bastante realista, pois a absorção das despesas fixas utiliza a previsão de vendas.

      Pode ser a média dos últimos meses, corrigida por uma expectativa real, no caso e empresas já atuantes.

      Pode ser resultado de uma pesquisa com empresas semelhantes, no caso de iniciantes.

      Boa sorte

  39. ola! senhor consultor estou boba!e me considero como grande parte dos comerciantes na questao PV estes caculos nos deixam confusa pois ate hoje imagina que preço seria:preço do produto + margem de lucro x = PV
    estou lendo todas as questoes q envolve PV.
    veja se entendi? desculpas antecipada , peço , pois sou totalmente leiga no assunto.Mas estou tentando melhorar . tenho um mercado de bairro secos e molhados e materiais basicos de encanaçao e eletricos.
    mas no ex:(coloco valor altos mais tudo bem !)
    PV minimo;
    produto A. 12,000,00
    despesas 130,00
    m.lucro 50%
    para q eu ache esse % de despesas faço 130,00/12,000,00×100=0,1083%
    sendo entao;

    100% PV = 12000,00 + 1,083% + 50%
    100% PV= 12.000,00 + 51,083 PV;
    100%PV – 51,083 = 12.000,00
    PV 12.000,00/48,92
    12.000,00/0,4892 = PV 24.529,84

    na sequencia penso que!
    PV 24.529,84
    -12.000,00PC
    – 130,00DESP

    total = 12.399,84 R$ neste valor aqui tem q sobrar so o valor PC (preço de compra) estou pensando erroneamente ? pois sobra 399,84 a mais do quer paguei pq?
    rosangela
    agradeço , sua disponibilidade em nos esclarecer nossa duvidas!

    • Prezada Rosangela

      Peço voltarmos ao começo, pois suas informações estão confusas.

      Veja só: todo empresário deseja ter certeza que o preço de venda que esteja praticando seja capaz de compensar tudo que gasta e ainda dá lucro. Concorda?

      Então, para começar, quanto você gasta?

      Você gasta com a compra dos produtos: (12.000)
      Você gasta com impostos sobre a venda (quanto que é?)
      Você tem outros gastos, mesmo que não venda nada, que são as despesas fixas, como o aluguel, luz, água, Iptu, telefone, limpeza, material de consumo, seu pró-labore, e outros. Quanto são estes gastos?

      Qual a margem de lucro, sobre o preço de venda, e não sobre o custo da compra, que você acha razoável ter?

      Qual volume de venda você acha que consegue mensalmente?

      Sem estas respostas não dá para calcular o preço

      Aguardo

      Abraço

      • acho q nao fui clara na minha pergunta espero melhorar!
        vamos usar o seu ex: acima;
        se meu resultado de Pv foi 16,20R$ este é o minimo q posso vender para compensar os gastos , entao vamos ver se entendo;
        PV 16,20R$
        – 1,34 em R$ referente aos 8,28%
        – 3,24 os 20%
        – 1,00 10%
        aqui sobra
        10,62R$

        quando retiro as % em R$ do foi gasto e que deve se destinar as respectivas despesas eu penso q aqui deveria sobrar so os 10,00R$ do preço de compra ou nao , nao compreendo!
        era isso que quero enterder!

      • Prezada Rosângela

        Você não deveria utilizar o custo da compra para nenhuma relação para cálculo de preço.

        Os percentuais serão sempre sobre o Preço de Venda.

        Existe uma expressão “mark up” que significa a relação entre o custo da compra e o preço da revenda.

        Por exemplo: se você compra por 15,00 e revende por 40,00 então o “mark up” é de 2,667.

        Ou seja, é um índice que aplicado ao custo que resulta num valor que seria adotado como preço. O problema é ter certeza que este índice realmente chega num preço compensador. E o problema também é que só é possível achar o índice após definir um Preço de venda.

        Boa sorte, se tiver mais dúvidas, mande

      • Boa tarde!vou fazer um tente se entendi algo do q ja li:
        Veja se é +- isso parte do q devo saber para PV.(tenho uma mercearia q vende um total de 38,0000,00 mes e lanço para isso 30% nas mercadorias , tipo 1,00+30%= 1,30 sabe?!
        mais vamos lá; uma danfe na entrada no valor 1390,77R$ no meu calculo p conferir lucro vamos ver ; jogo 30% = 417,23
        ou seja valor c lucro seria 1390,77+30%= 1808,00.
        vamos usar achar PV;
        100%PV=1390,77+13% desp + 4%imp +10% lucro
        100%PV=1390,77+ 27% PV
        100%-27%= 1390,77
        1390,77/0,73 = 1905,16
        valor q estas mercadoria tem q ser vendida . pergunto estou no ritmo certo!?
        este lucro tem q ser 514,39R$
        O markup seria 1,37

        custo x1,37=1905,35
        aqui sem +- esta batendo esta certo ou deveria ser exato PV=q foi 1905,16
        Me diga se meu raciocinio esta correto!?
        sou iniciante nesses calculos .

        posso usar esse markup p cada mercadoria da nota se o preço da praça me permitir(o chamado preço q o cliente aceite pagar. É isso .
        ex.:
        um item da nota é;
        fralda 5,07×1,37 mk = 6,94R$ se o cliente aceitar meu preço esta cobrindo minhas necessidades das despesas e me dando lucro? é isso ?

      • Prezada Rosângela, Você está fazendo uma confusão.

        A expressão que você utilizou: 100%PV=1390,77+13% desp + 4%imp +10% lucro, está correta, se:

        1.390,77 for o preço de compra da mercadoria

        13% for a relação de suas despesas fixas com a média mensal das vendas (ou previsão)

        4% for o total de imposto que pagar sobre a venda

        10% for a margem de lucro que você deseja sobre a venda

        Então o PV será: 1.905,16.

        A sua margem de lucro será de 10% desse valor, portanto 190,52

        o markup será 1,455. (ou seja, 1.905,16 / 1.390,77)

        se multiplicar o custo da mercadoria por 1,455 chegará no preço que pretende vender.

        Está mais claro agora prezada?

        Veja, se o cliente aceitar seu preço e SE você vender o VOLUME previsto de vendas, então você terá obtido recursos para cobrir as despesas fixas do mês e para o seu lucro. Mas dinheiro vivo terá se não tiver vendido a prazo e se não tiver mantido estoque. Senão o dinheiro que sobrar estará com os clientes que deverem ou retido no estoque. Entendeu?

        Boa sorte

  40. Sr Matos, tenho uma loja e se eu compro um sapato no custo de 100 reais e coloco 100% , vou vender le a 200 reais, certo? mas se eu desejar dar um desconto de 50% para um cliente o sapato sairá pelo preço de custo…PORQUE, se eu coloquei 100% e depois dei somente 50% de desconto?obrigado pela atenção

    • Prezado Netinho

      Está na hora de ler “O Homem que Calculava” de Malba Tahan. Vai gostar.

      A questão é a seguinte: existem números absolutos e números relativos. 100 é um número absoluto. Mas qualquer número acompanhado de %, o faz ser relativo. E relativo por si só não diz nada, é preciso definir o “relativo a que?”

      Por exemplo: 100% de 0,0 é zero. 100% de 300 é 300.

      Então, na primeira etapa você apurou o montante de 100% de 100. Montante= 100+100 = 200.
      Pois 100% de 100 dá o resultado 100. Somando com os 100 da compra dá o preço de venda de 200. OK?

      Muito bem, no segundo caso você dá um desconto de 50% relativo aos 200. Que já é outra base de cálculo, e agora não é montante, mas desconto. 50% de 200 = 100. 200-100=100.

      Compreendeu?

      Boa sorte

  41. Caro consultor Matos, boa tarde!

    Estou com um problema, gostaria de sua ajuda, se possível. Eu tenho o preço que é vendido um produto para o cliente, porém na NF-e quando eu coloco o IPI e o frete o valor total da nota fica acima do que o que o cliente vai pagar. A empresa é de lucro presumido. Como eu posso saber o valor total dos produtos de modo que o valor total da nota seja o valor que a empresa está vendendo para o cliente.

    Ex: Valor total da nota tem que ser R$2799,00
    Frete: R$106,00
    IPI 20%
    Qual é o valor total dos produtos?

    Com tentativa e erro eu consigo este valor, porém gostaria de ter uma fórmula para calculá-lo já que os valores de total da nota e frete sempre variam.

    • Prezado Márcio

      Veja também o comportamento do ICMS.

      Mas a dúvida do IPI. A questão é simples. O IPI é dito por fora, ou seja, o valor da mercadoria multiplicado por 1,2. (já que a alíquota é 20%). Do total, acrescenta o frete, pois sobre o frete não incide IPI.

      Mas repito: como você está tratando o ICMS?

      Boa sorte.

  42. Prezado matos, estou abrindo um comercio de FRIOS , LATICÍNIOS E VINHOS , mas não sei como calcular os preços de vendas desses produtos, eu agradeço no que você puder me ajudar
    att

    • Prezado Allan

      A sua primeira providência será sondar a concorrência mais direta que tiver ai. O preço é aquele que o mercado pratica, que os clientes aceitam.

      Aqui no blog publiquei várias instruções e respostas sobre esse assunto. Dê uma olhada. Se ainda tiver dúvidas, retorne que ajudarei.

      Boa sorte

      Matos

    • Prezado Paulo Gomes

      Pelo conceito de limites, não há forma de algo ser maior que si mesmo. Fico imaginando a confusão que você está fazendo. Veja prezado, a margem de lucro sempre será uma parte da receita de vendas, e nunca maior do que a receita de vendas. Compreendeu?

      Da forma que você está pensando, é como se o braço de alguém fosse mais pesado do que o alguém todo, inclusive com o braço. Não é possível, concorda?

      Entendeu? A margem de lucro nunca será maior que 100%, e nem mesmo 100%.

      Abraço

      Matos

      • Consultor Matos, por favor me esclarece sobre o texto acima, o preço do produto nao seria 13,82, ou seja com uma margem bruta de 38,28%. Quando se aplica a regra que vc explicou anteriormente, a margem fica de 61,72%. Pra realidade do comercio local aqui no interior fica muito alta, mas me explica por favor.

      • Prezado Jaldo

        38,28% não é a margem bruta. Veja, no exemplo:

        Despesas comerciais: Imposto SIMPLES Nacional: 8,28%,
        Rateio de Despesas Fixas: 20%
        Margem de Lucro desejada: 10%

        Qual destes percentuais você acha alto?

        O imposto não há como reduzir. As despesas fixas, se conseguir reduzir, ótimo, mas nem sempre é possível.

        Portanto, qualquer redução sairá da margem de lucro. Qual margem de lucro você considera adequada para o seu negócio ai?
        Mas lembre-se, o conteúdo deste artigo é um exemplo para mostrar o método de cálculo, o qual você não conseguirá evitar.

        Boa sorte

  43. Caro Matos, estou com uma duvida, eu tinha uma empresa no modo do SIMPLES. Com isso eu calculava o custo de: produto valor X+11,62% do garantido+Y frete, e para efetuar o preço de venda =X/(1-18,5%(antec.)-2,75%(tabela.simples)-7%(comissão)-20%(lucro)). com isso sai o meu preço de venda no simples.

    Agora no regime lucro presumido que estou na duvida,
    no caso para calcular o custo da mercadoria seria: X+11,62%=3,25%(PIS,Cofins)+Y(frete)
    para efetuar o preço de venda, onde não tenho certeza

    =X/(1-18,5%(antec)- imposto??-7%(comissão)-30%(lucro)

    • Prezado Muriel

      Fico preocupado com a sua forma de pensar preço. Eu não estou certo que eu tenha entendido sua dúvida. Senão, vejamos:

      Preço será sempre o maior que o cliente aceita. Ponto final.

      Mas é obrigatório de sua parte verificar se o preço que praticar é bom ou não para a sua empresa.

      Assim, o preço para verificação é resultado de uma soma.

      Custo de obtenção do produto ou serviço + Despesas variáveis ou comerciais + Contribuição para cobrir as Despesas Fixas + Contribuição para acumular o lucro no período.

      Despesas Variáveis são os impostos sobre a venda, + a comissão de venda se houver, + frete para entrega do que foi vendido, se houver.

      No custo do produto ou serviço estão incluídos todos os impostos que não forem recuperáveis.

      Já as despesas financeiras de financiamento do capital de giro não fazem parte individualmente do preço de cada produto ou serviço, mas são cobertas pela contribuição para a despesas fixas.

      Ou seja, a sua estrutura de negócio é mais cara pois você precisa se socorrer em bancos para financiar o capital de giro. (foi o que entendi)

      Já seu concorrente pode ser que não. Então, a despesa financeira é causada pela sua forma de operar o negócio (Despesas Fixa) e não pela lógica do negócio.

      Compreendeu?

      Boa sorte

      Matos

  44. Consultor Matos, no meu caso que trabalho com venda de roupas prontas, cada peça tem um valor unitário diferente, como fazer o Cálculo do preço de venda, para eu ter certeza que estou indo bem com o meu comércio. Aguardo um retorno. muito obrigada.

    • Prezada Tereza

      Parabéns pela percepção de preço. É isso mesmo, calcular para ter certeza de ser compensador.
      Aqui no blog eu coloquei artigos explicando direitinho como fazer. Também respondi a várias dúvidas. Peço que dê uma olhada. Mas se tiver ainda dúvidas, mande que eu orientarei.

      Boa sorte

      Matos

  45. Ola consultor Mattos, boa tarde, gostaria de sua ajuda, tenho um produto cujo valor é 14reais o killo, mas tenho uma despesa de viagem no valor de 300reais , como calcular o preço de venda? me ajude ai, tenho que tirar nota fiscal do produto etc…ficarei no aguardo.Grato

    • Prezado Julio

      Lembre-se, o preço de venda resultado de cálculo serve apenas para confirmar se o preço praticado é bom ou não. Pratique o melhor preço que puder. Entendeu?

      A despesas de viagem, e todas as despesas fixas entram no cálculo geralmente como um rateio com base no valor total das vendas, em função destas despesas fixas.

      Exemplo, se você prever vender no período R$8.000,00, e tem neste mesmo período uma despesas fixa de R$1.200,00 (R$300,00 da viagem e R$900,00 do seu trabalho mais outros gastos, um exemplo), então estas despesas fixas correspondem a 15% das vendas. ou seja, 1.200 em relação a 8.000. Entendeu?

      Assim, o preço calculado por quilo seria uma soma de: custo da compra + impostos sobre a venda + 14% + sua margem de lucro.

      Veja os textos com instruções para fazer esta soma, aqui no Blog.

      Se ainda tiver dúvida, mande.

      Boa sorte

  46. Olá! Fiz o calculo sem colocar a percentagem do lucro pra saber o preço bruto, ex: 10 + 6% + 40%. Preço produto-imposto-contas fixas.
    100%PB= 10+6%+40%
    100%PB= 10+46%
    100%PB-46%PB=10
    54%PB=10
    PB= R$18,52
    Mas como são 46% de encargos, não seria
    R$14,6? Vendo o produto por R$20,00.

    • Perfeito, Giorgio.

      Todos os percentuais são em relação ao Preço de venda, e a cobertura das despesas fixas (no seu caso 40%) é em relação à previsão de vendas, que também tem como base o preço de venda.

      Agora, depois de calcular o PV, você pode calcular o mark up, que é o preço em relação ao custo da compra.

      se o preço calculado é 18,52 e o custo da mercadoria é 10, então o mark up será 1,852.

      Se você aplicar o mark up no custo chegará ao preço.

      Mas lembre-se, este preço é calculado, e apenas demonstra de quanto você precisa para cobrir tudo. Mas venda pelo preço melhor que conseguir. Se for acima deste, excelente. Se for abaixo você saberá que o negócio não é bom.

      Boa sorte

  47. Fiz uma Planilha no Excel onde o valor do Produto no fornecedor é: 384,95, imposto sobre o produto 7%, frete 10%, outros custos 5% = Valor 22%, então tenho 100% – 22% = 0,78, onde 384,95/0,78 deu o resultado de R$ 493,53. Porém quis inicialmente achar apenas o custo da minha mercadoria, pois irei participar de um Pregão Eletrônico e precisava inicialmente saber qual o valor dos custos dela. Após achar o valor de custo da mercadoria de R$ 493,53, quis então um lucro de 30%, então 100% – 30% = 0,70 =, ou seja, 493,53/ 0,70 = 705,05. Isso significa que eu estaria tendo um lucro efetivo de 30%? Caso não esteja correto, como faço para calcular inicialmente o preço de custo de aquisição da mercadoria onde entre: Preço de compra, frete, impostos e outros custos, e só após isso calcular minha margem de lucro. Ademais, isso se dar porque em Pregão, temos que ir com uma margem e na rodada de lances irmos abaixando nosso valor, e caso não tenha o custo total de compra da mercadoria, posso cometer o erro de vender abaixo do valor dos custos de aquisição.

    • Prezado Wendell

      O preço de Venda calculado apenas para “empatar”, sem lucro, você calculou certo, ou seja, 384,95 / 0,78.

      Mas note, nesta conta você preferiu não prever sua margem de lucro. OK?

      Já no segundo cálculo do preço, agora considerando sua margem de lucro, você NÃO partiu do custo da mercadoria. Então está errado. O correto é:

      22% + 30% = 52%

      Então o preço de venda calculado considerando a margem de lucro é dado pela conta: 384,95 / 0,48%.

      Compreendeu?

      Se ainda tiver dúvida, mande.

      Boa sorte

      • Sim, tinha feito uma desta forma, apenas estava em dúvida de qual maneira era a certa, muito obrigado pela atenção, deu para ter clareza agora. Abraços.

  48. Prezado consultor…
    é correto eu calcular o valor de venda de um produto desta forma:
    minhas despesas fixas com a loja(aluguel, energia e transporte que preciso para chegar até ela) + o que eu preciso receber como prolabore(para minha alimentação, escola da minha filha , creche e minha energia pois vivo somente da renda da loja) e agora pegar o valor que irei investir em mercadorias e ir colocando uma porcentagem de lucro em cima dele que somado de o valor que necessito para quitar estes dois valores tanto a despesa fixa que tenho com a loja, quanto o que eu preciso para mi manter.
    por exemplo Df=450,00
    Prolabore=1,000
    total=1,450
    vou investir =250,00 reais aí eu coloco 600% en cima deste valor q vai dar=1,500
    e ai agora coloco só mercadorias= que eu consiga vender com margens neste patamar de 600%
    e colocando no minimo 25% deste estoque composto por mercadoria que eu lucre 200%.
    Isto é correto de ser feito ou não….ou é loucura fazer desta forma?????

    • Prezado Alex.

      Não é correto.

      Primeiro, sua retirada, o pró-labore, não tem nada a ver com sua necessidade de renda familiar. Sei que é ingrato ler isso, mas é assim mesmo.

      Pró-labore apenas paga o trabalho que o dono faz na empresa, e se a empresa puder pagar. Tem momentos que a situação fica difícil e nem o pro-labore pode ser retirado.

      Exemplo, se você precisa de R$5.000,00 para sustentar a família e você tem um carrinho de cachorro quente, você somente poderá retirar o ganho que esse negócio pode dar, mesmo que fique 15h por dia cuidando do carrinho. Neste caso precisa ter outras fontes de renda para completar os 5000,00. Pois apenas com cachorro quente não conseguirá. Talvez ter 15 carrinhos espalhados na cidade.

      Está claro?

      Segunda questão, é que o preço de venda que você vai praticar deve ser o maior possível que seus clientes aceitarem pagar. Então, você parte da possibilidade do mercado ou mesmo dos preços de seus concorrentes. Nem precisa calcular. OK?

      A terceira questão, é que mesmo conseguindo um excelente preço de venda, não significa que será um preço bom para você. Para confirmar se é bom ou não é que devemos fazer os cálculos com base nos custos.

      Está claro esta questão? Apenas para confirmar?

      Para fazer corretamente os cálculos, siga as instruções em artigo que coloquei aqui no blog. Se tiver dúvidas, volte com as perguntas.

      Boa sorte

  49. Fiz os meus calculos e voçe esta certo.
    Meus gastos sao :
    Meu custo total da compra foi 3800,00
    Minha depesa variavel e 342,00
    Minhas despesas fixas:: 1100,00
    Lucro que gostaria de ter : 50%
    nO CASO DO PRO LABORE GOSTARIA QUE VOÇE ME EXPLICASSE .
    Qual preço devo colocar na minha mercadoria .
    Pois memso assim estou achando elas um pouco caras
    Preciso de sua ajuda urgente

    • Prezado Jairo
      Confesso que não entendi direito a sua dúvida, assim se não for esta resposta, mande novamente a dúvida.

      Veja, prezado, a retirada pró-labore não é quanto você precisa retirar, não é quanto você gostaria de retirar. Mas é quanto vale o trabalho que você faz para na empresa, se a empresa puder pagar esse valor.

      Este valor é uma despesa fixa.

      Mas o dono deve ficar interessado mesmo é no LUCRO, o lucro que for gerado no mês. O lucro é a razão para se ter uma empresa, não é o pró-labore. O dono pode retirar todo o lucro gerado, fazer o que desejar com ele, inclusive investir na empresa. Aprenda a apurar o lucro.

      Outra questão é o preço de venda.

      É necessário entender que o preço que calcular, você NÃO poderá PRATICAR, será um segredo seu. Por exemplo, se o mercado pratica o preço de R$3,00 por um produto, e nos cálculos você chegou a um preço de R$2,10, significa apenas que o preço de R$3,00 é ótimo para você.

      Mas se vc chegou a um preço de R$4,00 e o mercado pratica R$3,00, então se vender por R$3,00 terá prejuízo e provavelmente não conseguirá vender por R$4,00. Entendeu essa questão?.

      Significa que você calcula preço apenas para confirmar se está ou não ganhando dinheiro. O preço de venda que realmente vai praticar é aquele que o mercado aceita, de preferência bem acima do que você calcula, pois, se ficar abaixo do que você calcula, então tem algo errado na sua empresa.

      Entendeu esta questão, prezado?

      Boa sorte

  50. Bom dia Matos,
    preciso de uma ajuda parecida com o exemplo de cima..

    Meus custos fixos são R$21.071,92 (média de 12 meses) e o meu total de vendas é de R$59.086,42 (média de 12 meses). Estou enquadrada no Simples Nacional.
    Segui o que está escrito neste post, mas os produtos estão ficando um tanto quanto mais caros do que prático em meu comércio. Será que estou calculando errado?
    Segue abaixo um modelo:

    Produto A : R$16,60
    Percentual Despesas Fixas e vendas : 35,66%
    Valor de Venda do Produto: R$36,03
    Valor praticado na loja: R$27,00

    Pode me ajudar?

    Agradeço!!

    • Prezada Natália

      A forma de calcular o preço de venda que eu orientei é justamente para isso:CONFIRMAR se o preço praticado é ou não compensador. No seu caso NÃO É, senão vejamos:

      Preço praticado do produto: R$27,00

      Este produto precisa contribuir com 35,66% do seu preço para ajudar com as despesas fixas, portanto com R$9,63.

      O preço de venda deste produto precisa ser suficiente para pagar o custo da compra (R$16,60) Contribuir com o pagamento das despesas fixas (R$9,63), pagar o imposto SIMPLES e contribuir com seu lucro.

      Concorda?

      Mas o preço de R$27,00 apenas consegue cobrir o custo e a contribuição com as despesas fixas, ou seja, 16,60 + 9,63 = 26,23. Sobram apenas R$0,77 para pagar o imposto SIMPLES e ajudar no seu lucro.

      Entendeu?

      Então o preço de R$27,00 é insuficiente.

      Se os demais produtos tiverem comportamento semelhante sua empresa será inviável, a menos que consiga vender um volume muito grande, tão grande que reduza drasticamente a contribuição para pagar as despesas fixas.

      Está claro esta situação para você?

      Boa sorte

  51. Senhor Matos Gostaria que o senhor me ajudasse , Tenho uma papelaria pequena.Gostaria que o senhor me ajudasse com o calculo para minhas mercadoria ,a maioria das minhas mercadorias sao de pacote .Como faso para calcula meu preço pra venda .
    Uma caixa de caneta e 26,50 dentro vem 50 unidades , to enquadrada no simples .Meu gasto mensal e 1,019,00 meu lucro e 1,400,00 por mes , frete para locomoçao 350,00.Me ajude ,como faso pra colocar meu preço .
    Gostaria de ter uma margem de lucro de pelo menos 50%

    • Prezado Jairo

      Temos muito o que conversar.

      Primeiro, os seus custos e despesas não são apenas estes que você informou. É necessário você identificar todos os seus gastos na operação da livraria, além do custo de compra do produto.

      Os gastos são:

      – Custo da compra dos produtos (chamado de custo direto)
      – As despesas variáveis (principalmente o imposto SIMPLES)
      – As despesas fixas, onde o aluguel, os salários e a sua retirada pró-labore são os itens mais pesados

      E a lucratividade, que é a relação do lucro adequado para o negócio com as receitas previstas das vendas

      Peço que dê uma olhada nos vários artigos que coloquei aqui no blog, e veja os vídeos, onde eu explico bem estas questões.

      Se tiver ainda dúvidas, volte, prezado.

      Boa sorte

      Matos

  52. obrigado pelo esclarecimento e se tiver artigos e indicações de livros que tratam de preço de custo e formação preço de venda eu agradeço.

  53. Boa tarde, Matos.

    Estou para abrir uma loja de artigos esportivos, e estou tentando fazer a minha politica de preço, e não é muito fácil… A loja sera instalada em bairro mas em uma galeria cercada de condomínios fechados, você poderia me ajudar com algumas dicas. Tenho uma duvida, eu sei que pode parecer básico mas é o seguinte.
    Pesquisando preços em lojas obtive o seguinte resultado: preço de bola marca XXX = R$ 49,90 ( loja virtual ) R$59,90 loja em centro de cidade e R$ 69,90 em Shopping. Colocando como exemplo o Preço de R$ 44,90 para ter uma margem de 30% de lucro + custo direto+ despesa comercial +rateio de desp. fixas qual seria o preço de custo deste produto.

    Ronaldo Carvalho

    • Prezado Ronaldo

      Se 30% do preço de Venda você pensa que será a sua margem, então sobrará 70% do preço de venda.

      – Quanto serão as despesas comerciais? (impostos e comissão de venda)?
      – Quanto será a contribuição para cobrir as despesas fixas?

      A reposta à primeira pergunta será conforme a legislação, provavelmente o SIMPLES Nacional (concorda?), portanto muito fácil de estimar. Me mande mais informações sobre o negócio que informarei as possibilidades de incidência de impostos.

      A segunda resposta será fruto de uma estimativa exclusivamente sua, com base em suas despesas fixas e em sua previsão de venda. As despesas fixas serão calculadas ou estimadas com base na sua realidade de loja. A previsão de venda é o “x” da questão que você já determinou como ponto de partida para decidir montar a loja. Pois se não tiver uma expectativa de negócios, não deveria montar.

      Consegui deixar mais claro, prezado?

      Se tiver mais dúvidas, mande.

      Boa sorte

  54. sim, ficou claro agora, desculpa por não ter entendido antes, descobri também que as retiradas(pro labore) estão muito altos em relação a realidade da empresa, estou estudando uma maneira de diminuir essas despesas particulares “urgente” Obrigado !

    • Legal prezado Ricardo

      E aqui no blog em artigos ou em respostas aos leitores, eu explico detalhadamente como calcular ou apurar cada item de custos e despesas considerados no cálculo do preço de venda e também como estimar a margem de lucro.

      Se tiver dúvidas, conte com a gente.

      Boa sorte

      Matos

  55. Desculpa, mas como assim se é compensador, refere o preço a baixo do ideal? esse valor que compro já está imbutido o devido imposto, preciso saber se esse valor deveria ser mais ou menos de r$ 200,00 me ajude por favor obrigado !

    • Prezado Ricardo

      Você deve fazer muito esforço para conseguir vender pelo maior preço que os clientes aceitarem pagar.

      Concorda?

      Mas você precisa saber se esse preço que os clientes concordam em pagar, é bom ou não para você.

      Ou seja, se compensa todos os custos e ainda acumula lucro. Ou seja, se é um preço de venda compensador para você.

      Para saber se é um preço compensador, você precisa identificar todos os custos e despesas que são gerados por uma unidade do produto.

      Exemplo:

      – custo da aquisição
      – impostos sobre a venda e comissão de vendedores, se tiver.
      – contribuição para cobrir as despesas fixas
      – margem de lucro, que em função do volume de vendas mensais possa retornar o seu investimento em tempo adequado.

      Somando tudo isso, você chegará no preço de venda básico para você. O preço de venda que realmente for praticar com os clientes será compensador se e somente se for igual ou superior a esse preço básico.

      Compreendeu, prezado?

      Abraço

  56. compro um produto que custa r$ 100,00 e atualmente vendo ele a r$ 200,00 só tenho despesas com a embalagem que custa menos de 0,50 centavos e em média 7 reais de gasolina para entregar o produto. está certo o meu cálculo? a quanto devo vender esse produto (preço justo)

    • Prezado Ricardo

      Você pode vender por R$200,00 mas precisa verificar se é compensador.

      Pois além dos custos diretos como a compra e das despesas comerciais como o transporte, você tem ainda possíveis impostos, despesas fixas inclusive a sua remuneração.
      Assim, reflita, e identifique corretamente todos os seus custos e despesas. Seu pensamento está incompleto.

      Aguardo, boa sorte

  57. Boa tarde Consultor., solicito sua ajuda.
    Em questao de venda de artesanato. É correto: preço custo x 3? ou é melhor fazer um indice de custo fixo+custo variavel+lucro?
    Ou qual q melhor forma para colocar um preço ideal.
    obrigada

    • Prezada Lívia

      Pense de duas maneiras:

      Consiga o melhor preço que puder, sinta o interesse dos clientes e as possibilidades.

      Mas é importante verificar se esse “melhor preço” vale ou não a pena para você. Para isso, fazer o cálculo considerando todos os componentes, é o mais acertado.

      Tendo dúvidas podemos ajudar.

      Boa sorte

  58. Parabéns por essas informações A. Carlos. Elas me ajudaran bastante no meu novo negócio. Agora vou ter a certeza de que não estou perdendo nas vendas,nem estou cobrando um valor muito alto às minhas clientes. Um abraço!

  59. Boa tarde Sr. Matos, eu necessito da sua experiência. Estive amadurecendo a idéia de uma empresa de alimentos para entrega em domicílio e acredito que agora é chegada a hora e formalizar a mesma. Temos 3 opções de cardápio: strogonoff, lasagna e feijoada. Eu preciso muito que me oriente quanto a formar o preço de venda desses produtos pois fiz uma divulgação boca a boca no consomínio onde resido e já obtive boa aceitação. Ainda estou cotando valores das embalagens, dos produtos e etc mas saber como compor o PV é fundamental. Aguardo
    Gde abç

    • Prezado Nilton Campos.

      Parabéns pela disposição de empreender. Aqui no blog eu escrevi instruções sobre a formação do preço e também dei muitas orientações para os leitores sobre preços. Peço que dê uma olhada e depois retorne com suas dúvidas. OK?

      Mas lembre-se, vender será seu maior desafio, tem de conseguir um volume diário e mensal de vendas que seja suficiente para gerar os resultados que viabilizam o negócio.

      Aguardo suas dúvidas específicas.

      Abraços, boa sorte

      Matos

  60. Bom dia, estou abrindo uma empresa de aluguel de tablet como cardapio digital. Meu custo fixo ainda é muito peq. trabalho em casa. Pago apenas 46,00 de imposto MEI, site 29,00, e licença de uso do programa do cardapio 70,00./mês. O valor de compra pra mim do tablet é de 600,00. Como eu calculo o valor de locação dia/ mês?

    • Prezada Alessandra

      No caso de locação, várias considerações você deve fazer, inclusive, a não devolução, a perda, danos..etc. e/ou custo de seguro para garantir o valor do investimento. Mas uma forma rápida de pensar em preço é acompanhar o que o mercado esteja fazendo, se conhecer alguém que esteja locando, ou imaginar quantos dias de locação o aparelho aguentaria normalmente, considerar em quanto tempo ficaria obsoleto, e então encontrar o custo diário do investimento, em seguida adicionar seus demais custos rateados por dia e adicionar ainda sua margem de lucro que justifica para você ter esse negócio.

      Mas alguns aspectos são estranhos: qual potencial de locação você imagina ter?

      Quantos equipamentos você teria que manter para ter um negócio de locação?

      Você somente compraria o equipamento já tendo cliente interessado?

      A locação seria pelo tempo de um evento ou para períodos longos como mês?

      Veja que a definição de preço depende muito da percepção de mercado, somente com a ideia de negócio fica difícil.

      Boa sorte

  61. Boa Tarde,
    Sr. Matos,

    Estou abrindo uma empresa de Equipamentos de Proteção Individual, e tenho varias dúvidas. Verificando os diversos comentários fiquei confuso.

    Se for possível, quero uma explanação a respeito da formação de preço. Estrutura do preço, Mark Up … tudo que for necessário para estar agindo de forma correta.

    Na verdade, algo do começo ao fim…

    1. Calculo para confirmar se o preço que pratico é ou não compensador;
    2. Estrutura do preço;

    Tem como me ajudar?

    • Prezado Alexandre

      Posso ajudar sim, mas qual exatamente é a sua dúvida?

      Pois para ter certeza que o preço é ou será compensador basta somar: Custo direto ou da mercadoria + as despesas Variáveis, isto é, os impostos e comissão de venda, + contribuição para pagar as despesas fixas + a margem de lucro.

      Sendo que a margem de lucro e a contribuição para cobrir as despesas fixas são dependentes da expectativa do volume de vendas mensais.

      Qual é exatamente a sua dúvida?

      Aguardo

      Matos

  62. olá tudo bem! trabalho com roupas e acessórios e sempre coloco o valor da mercadoria outro em cima ex: se for 10.00 eu vendo por 20.00 está certo?

    • Prezada Joseane

      Nesta questão de preço, não existe regra para se definir o que seja certo ou errado, mas sim, se o preço é compensador ou não.

      O preço que você praticar, seja definido desta forma ou não, deveria ser o maior que seus clientes aceitarem pagar, até considerando os preços praticados pela concorrência. Concorda?

      Mas você precisa saber se esse preço que pratica, mesmo que seja o maior que seu cliente aceita, é ou não compensador. Para ser compensador o preço precisa ser capaz de compensar o que gastou na obtenção do produto (compra ou fabricação), compensar ainda o que tiver de pagar de impostos sobre a venda e outros gastos de venda, e ainda contribuir para ajudar a pagar os gastos que formam as despesas fixas (exemplo o aluguel) e também ajudar a acumular o lucro que o negócio deveria render por mês.

      Para saber disso, você precisa fazer uma conta:

      Preço de venda(mínimo) = Custo da mercadoria + Despesas Variáveis de venda + contribuição para as Despesas Fixas + contribuição para o lucro.

      Se você desejar detalhes de como obter todas esta informações, veja as instruções que forneci em artigos aqui no blog.

      Boa sorte

      Matos

  63. Bom dia! Preciso de ajuda. Estou começando a fabricar papel arroz para bolos e doces. Mas não sei como calcular. Inicialmente comprei um kit que compõe: impressora, 100 folhas de papel arroz em branco,4 tubos de tinta comestivel de 100ml cada uma e 2 cartuchos de tintas cheios. Este kit me custou R$ 390,00. Como devo fazer o calculo para venda do papel arroz, uma vez que não sei quantos papeis um cartucho imprime?
    Preciso de um calculo simples e eficaz.

    Obrigada,
    Mara.

    • Prezada Mara

      Vou responder em etapas, para ficar bem entendido o como fazer. Mas precisamos combinar algumas informações. Por isso, farei antes algumas perguntas.

      O que é que você vende?
      Você faz o bolo também?
      Somente os enfeites?
      Como você fornece?

      Aguardo

      • Bom dia, consultor matos!

        Bem respondendo as suas perguntas;

        O que é que você vende? Vendo papel arroz tamanho A4 e para bolos e tortas e papel arroz também A4 com 30 imagens para doces e pirulitos.
        Você faz o bolo também? Não. não faço bolos nem doces.
        Somente os enfeites? Apenas papel arroz
        Como você fornece? Vendo a varejo e atacado. Aceito encomendas de montagens de fotos no papel arroz.

      • Prezada Mara

        Obrigado pelas informações.

        Note que você precisa trabalha com 2 preços (não se espante)

        O primeiro preço é aquele que você vai praticar para o produto ou serviço e que depende da aceitação dos seus clientes em função do que é praticado no mercado pelos seus concorrentes. Assim, esse preço nem precisa ser calculado, pois será muito semelhante ao que se tem no mercado. Considerando que não seja um produto nem um serviço inéditos.

        Mas a questão é saber se esse preço que o mercado te obriga a usar é compensador ou não para você em função dos gastos da sua empresa, aqueles que são exclusivos seus e chamados de Despesas Fixas e também da sua expectativa de lucro.

        Para saber esse preço que você utilizará como referência, é preciso apurar com precisão pelo menos 4 parcelas para compor o cálculo.

        PV = Custo direto+ Despesas Variáveis ou comerciais + Contribuição para Despesas Fixas + Margem de Lucro.

        Assim, o custo direto no qual entra o custo da tinta para impressão precisa ser apurado para cada unidade de venda.

        No seu caso, penso que uma forma fácil é você iniciar vendas utilizando os preços de mercado, e medir os gastos ao longo do processo até ter a base necessária.
        Outra possibilidade é trocar informações com outras pessoas que já fazem isso.

        Mas se você estiver montando agora seu plano de negócio, é importante avaliar preços antes de começar, então, não tem jeito, ou você faz provas de consumo ou levanta informações com quem já atua.

        Tentei obter esta informação para você, mas não foi possível.

        Mas fica ai as dicas sobre preços, se precisar mais detalhes veja os artigos que postei aqui com instruções detalhadas ou mande mais dúvidas.

        Boa sorte

        Matos

  64. OI BOM A DIA,NESSE CASO É NORMAL ACONTECER O SEGUINTE,NOS SEMPRE DAMOS PREFERENCIA A UMA PEÇAS DE MELHOR QUALIDADE,E JÁ FALAMOS PARA O CLIENTE,POIS NESSE ACASO A PEÇA MELHOR É BEM MAIS CARO,OK
    MAS EM OUTROS CASO NOS AVISAMOS PARA O CLIENTE DA PEÇA MELHOR,MAS MESMO ASSIM ELE NÃO QUER GASTAR COM UMA PEÇA MELHOR,E SE ISSO ACONTECER NOS ENTREGAMOS A PEÇA PARA A LOJA QUE COMPRAMOS E O CLIENTE PAGA A DIFERENÇA E NÃO COBRAMOS PARA A SUBSTITUIÇÃO,POIS ESTA NA GARANTIA,E NEM A LOJA NOS PAGA A MÃO DE OBRA DA GARANTIA QUANDO ISSO OCORRE.
    ENTÃO,FICAMOS NO PREJUÍZO.

    • Prezada Hellen

      Agora você tem os argumentos que precisa. Alguém tem que pagar, mas não pode ser vocês. Se você der garantia, e trocar a peça sem cobrar, então fica entendido que havia um “seguro” embutido no preço da peça, para garantir a troca sem pagar M.O. Entendeu? Explica isso para seu marido.

      É simples, não é? Se ele garante mas não cobra esse “seguro”, está errado. Não é um valor alto, pois a maioria não dá problema (espero)

      Abraço.

      Matos

  65. OI BOA TARDE,TENHO UMA OFICINA MECANICA E MEU MARIDO NAO COSTUMA COLOCAR MARGENS DE LUCRO EM CIMA DAS PEÇA QUE COMPRAMOS PARA OS CLIENTE COLOCAR EM SEU CARRO,A UNICA COISA QUE ELE FAZ É POR EXEMPLO:SE A PEÇA É 2,30 ELE ARREDONDA PARA 3,00
    E AGORA EU CONVENCI ELE A COLOCAR 5% NAS PEÇAS,MAS ELE QUER QUE O CLIENTE SAIBA,COMO EU POSSO AVISAR O CLIENTE QUE ESTAMOS COLOCANDO 5% NAS PEÇAS E NA MAO DE OBRA,POR FAVOR ME AJUDE,HELLEN

    • Prezada Hellen

      Antes de dar uma sugestão, farei algumas perguntas:

      Se acontecer do cliente retornar no dia seguinte, mostrando que a peça está com defeito, o que acontecerá?
      1 – Retira a peça, envia para a loja que troca sem cobrar?
      1.1 – Seu marido coloca a peça substituída e também não cobra?

      2 – Seu marido cobra pela M.O. para trocar a peça, mas não pela peça que é substituída pela loja?

      3 – A loja diz que a peça deu defeito por que foi mal colocada e não aceita substituir. Quem paga pela peça e pela mão de obra da substituição?

      4 – Seu marido acredita que isso nunca vai acontecer?

      Aguardo

      Matos

    • Prezado Oberdan

      Por melhor que esteja a economia de nosso país, haverá sempre um grande número de pessoas sem emprego, tendo como única possibilidade de obtenção de trabalho e renda a montagem de um pequeno negócio. Tendo certeza disso, quero ajudar estas pessoas a seguirem em frente, sem perderem os recursos por incapacidade de gestão. Se posso ajudar, ajudarei.

      Um grande abraço, e obrigado pela força.

      Matos

  66. BOA TARDE MATOS por favor sou uma pessoa que estou enfrentando algumas dificuldades e resolvi vender empadao ..voce poderia me ajudar me informando o quanto devo vender pois nao sei fazer essas contas VENDO EMPADAO DE 250 G…MEU GASTO PARA 30 UNIDADES E DE 35.00 REAIS POR QUANTO DEVO VENDER PARA LUCRAR? POR FAVOR ME AJUDE…OBRIGADO

    • Prezada Elaine

      São dois pensamentos.

      Primeiro, o preço de venda que você deve considerar é o melhor que conseguir praticar com seus clientes, normalmente semelhante à concorrência. Assim, nem precisa calcular.

      Segundo, esse preço que praticar deve ser verificado se vale a pena para você, para isso precisa calcular com base em seus custos. Pois pode ser que não seja compensador para você.

      Mas, para isso, todos os seus gastos devem ser listados.

      Você terá os custos diretos, dos ingredientes utilizados no empadão

      Você terá os impostos, dependentes do seu tipo de negócio. Se você se cadastrou como “Micro Empreendedor Individual” – M.E.I., então não tem impostos. Se ainda não está formalizada, pense em ser M.E.I., é fácil, veja no “portal do Empreendedor”, tá tudo lá.

      Você terá ainda as despesas fixas, inclusive a taxa de contribuição do M.E.I, se for o caso.

      E a sua margem de lucro.

      Aqui no blog está postado um artigo meu explicando os cálculos detalhadamente. Verifique.

      Se tiver ainda dúvida, mande que responderei.

      Boa sorte

      Matos

  67. boa noite, gostaria de saber como faço para calcular o preço de venda de produtos de construção diversos que importo do exterior, tenho varias variaveis que devo ter em conta, visto que tenho que ter em conta desde o preço do produto, o frete (barco), seguros se houver, direitos alfandegarias, o IVA, os gastos ate colocar no armazém e a margem de lucro.

    Adilson

    • Prezado Adilson

      Aqui no blog postei artigos explicando detalhadamente. Dê uma olhada, se tiver ainda dúvidas, envie. OK?

      Todas as despesas de frete, desembaraço, impostos sobre vendas, etc, são chamadas de variáveis. Você tem o custo da mercadoria, a cobertura para despesas fixas que você precisa calcular e a margem de lucro. O resultado será o preço de venda básico. Pois o que vale mesmo é aquele que o mercado aceita pagar.O maior que você conseguir. E sempre acima do preço que calcular.

      Mantenha sempre indexado à moeda que compra. Veja detalhes da formação de preço nos artigos aqui postados, se tiver dúvidas, envie.

      Boa sorte

      Matos

  68. Matos, tudo bem?

    Eu vi varias mensagens postadas, mas em nenhuma delas cita como eu posso calcular a M.O de uma confecção de mochilas, malas, bolsas, etc?

    No caso, uma fabricação de um item desses, se divide em etapas como: Corte, Costura, Arremate, Embalagem, etc.

    A minha maior dúvida seria se devo calcular a M.O juntando todos os setores, ou se devo fazer de cada setor separadamente para depois chegar em uma M.o Final?

    Como faço isso? Será que teria mais vantagem ou daria na mesma?

    Outra dúvida seria a seguinte:

    Atualmente calculo a M.O tudo junto, mas o maior problema é que é dificil determinar um valor exato dessa M.O, devido a ser trabalho humano e variar dia a dia. Como tenho que passar o preço de determinado produto, antes de fechar com o cliente, tenho que mais ou menos estimar quantas pessoas trabalhariam no produto, quantas peças eu produziria por dia, e por aí vai. Ou seja, minha M.O pode variar para melhor ou pior, e isso só saberei quando entrar na produção, por isso dependo da experiência de iténs passados fabricados para poder comparar e tentar imaginar. Já aconteceu várias vezes que minha mão de obra melhorou e melhorei minha margem, e outras que piorou e tive perda na margem.

    Como faço para tentar deixar a M.O com valor mais aproximado da realidade? Já tentei cronometrar por etapa, mas mesmo assim, é complicado.

    Espero que entenda minha dúvida, rs.

    Um Abraço

    • Prezado Luís

      Entendi a sua dúvida e sei que muitos especialistas pensam assim como você. Cronometrar. Calcular valor hora da M.O. Mas a pergunta é para que serve isso? Parece estranha esta pergunta, vinda de mim, não é? Mas é que eu quero simplificar a sua vida. Veja só:

      Tomemos a produção de uma bolsa:

      Você consegue calcular quanto de material vai na produção da bolsa? Em R$?
      Quanto de assessórios? Em R$?
      Se tiver serviço de terceiro, quanto? Em Reais?
      Na venda, quanto de imposto paga? Em reais?

      Você consegue calcular estes valores, prezado, para cada produto que fabrica? Suponho que sim.

      Pois bem, mas você consegue calcular quanto de aluguel (que também é um gasto) vai em cada bolsa? Quanto de luz, quanto de água, telefone, internet, papel utilizado no escritório, água mineral, café, etc, etc? Consegue?

      É difícil não?

      E tem mais, se não tiver encomenda e o pessoal ficar sem costura, o que você faz? Demite todo mundo de manhã e admite à tarde quando entrar pedidos?

      Faço estas colocações pois eu defendo a ideia de que em empresa como a sua a mão de obra deveria ser entendida como Despesas Fixas e não como Custo Direto, mesmo com indignação de alguns especialistas mais teóricos e menos práticos.

      Assim, pergunto: Você sabe alocar as Despesas Fixas no custo ou no preço dos produtos?

      Aguardo

      Abraços

  69. Bom dia, montei uma auto peças e sofro em relação a montar o preço de venda dos produtos…….tentor manter o preço que as regioes disponibilizam mas nem sempre é possivel pelo poder de compra que ofereço………..tentei usar o seu exemplo mas nao concegui pois existe uma oscilação grande em cada produto mediante aos concorrentes o que faço??????

    • Caro Gustavo.

      Primeiro vamos esclarecer algumas questões. Depois envie mais dúvidas para que eu possa orientar melhor.

      O preço de venda que pode ser praticado, normalmente é sempre semelhante ao dos concorrentes. Não tem outro jeito. Pode ser maior se você oferecer outras vantagens, como entrega, instalação, etc.

      Mas este preço pode ser ruim para você, para descobrir, você precisa calcular o seu preço de referência, para isso, eu explico bem a questão aqui no blog.

      Se o preço calculado for maior que aquele praticado pelos concorrentes, significa que seus custos estão inadequados:

      Custo da mercadoria e/ou as Despesas Fixas.

      Mas pode ser também que no preço que você pratica haja uma margem de lucro razoável, mas seu resultado final é ruim devido ao volume de vendas que consegue.

      O segredo é vender por preço compensador e conseguir volume de vendas suficiente. Tem de ser estas duas condições ao mesmo tempo.

      Por favor, me diga, considerando estes aspectos, onde está sua dificuldade?

      Abraços

  70. Olá! Mas como eu sei se estou comprando bem ou não? Existe uma conta ou uma porcentagem que eu devo seguir? Minha empresa, neste mês, faturou 12.600 com 1.700 em materia prima. Isso é muito, é pouco?? Grata! Abs Simone

    • Prezada Simone

      Acredite, não existe um valor a ser seguido. Mas, existe uma lógica:

      Resultado = (Receita de vendas do mês – CMV – Despesas Variáveis – Despesas Fixas do Mês)

      Se o resultado for positivo (lucro|) e estiver dentro da sua expectativa, então todos os seus níveis de gastos estão adequados.

      Se o resultado for negativo (prejuízo) ou menor do que você esperava, as causas primeiras são:

      1- Despesas Fixas altas para o tipo de negócio.
      2- Preço de venda sem margem de lucro adequada
      3- Volume de venda insuficiente.

      A questão 2 é interessante, pois o preço de venda deveria ser suficiente para pagar o respectivo CMV, as respectivas despesas variáveis, contribuir para pagar as despesas fixas e contribuir para acumular o Lucro.

      A boa compra é aquela que permite um boa venda,ou seja, que o cliente compre e que o preço seja suficiente.

      Se o preço não for suficiente, precisa avaliar os níveis de todos os componentes, não somente o CMV. Mas é claro que este também pode inviabilizar o preço.

      Percebeu toda a lógica?

      Abraços

    • Prezada Simone

      Acredite, não existe um valor a ser seguido. Mas, existe uma lógica:

      Resultado = (Receita de vendas do mês – CMV – Despesas Variáveis – Despesas Fixas do Mês)

      Se o resultado for positivo (lucro|) e estiver dentro da sua expectativa, então todos os seus níveis de gastos estão adequados.

      Se o resultado for negativo (prejuízo) ou menor do que você esperava, as causas primeiras são:

      1- Despesas Fixas altas para o tipo de negócio.
      2- Preço de venda sem margem de lucro adequada
      3- Volume de venda insuficiente.

      A questão 2 é interessante, pois o preço de venda deveria ser suficiente para pagar o respectivo CMV, as respectivas despesas variáveis, contribuir para pagar as despesas fixas e contribuir para acumular o Lucro.

      A boa compra é aquela que permite um boa venda,ou seja, que o cliente compre e que o preço seja suficiente.

      Se o preço não for suficiente, precisa avaliar os níveis de todos os componentes, não somente o CMV. Mas é claro que este também pode inviabilizar o preço.

      Percebeu toda a lógica?

      Abraços

  71. Bom dia! Sim, agora pergunto sobre o CMV. Um amigo gerente de A&B disse que um bom CMV deve ficar entre os 24%. Concorda? O cálculo seria (entrada de insumos / faturamento). Abs, Simone

    • Não prezada. Não existe uma regra, o importante é saber que parte da receita de venda é destinada para pagar o CMV, outra parte para pagar as Despesas variáveis (normalmente imposto sobre a venda e comissão de vendas), outra parte é destinada para pagar as demais despesas da empresa, chamadas de despesas fixas, e a quarta parte é para a acumulação do lucro. O importante é que as receitas sejam suficientes para atender completamente a estas 4 partes. A relação porcentual destas partes com a receita total varia de uma empresa para outa, mesmo num mesmo segmento.

      Abraço

  72. Olá, pergunto pq conversando com um amigo que é gerente e A&B, o mesmo me informou que uma porcentagem boa para se trabalhar é entre 24%. Dividindo a entrada (r$) dos insumos que comprei pelo faturamento, me dá o cmv correto? Grata! Simone

    • Não prezada. O custo da aquisição da mercadoria para a revenda é justamente o CMV (custo da mercadoria vendida) a relação deste custo com o preço de venda é chamada de markup

      Abraço

  73. Bom dia! Grata pelo retorno! Ok, entendi a sua explicaçāo e farei o cálculo. Outra dúvida, como sei qual o melhor CMV para o meu produto? Abs, Simone

    • Prezada Simone

      O CMV é justamente o “Custo da Mercadoria Vendida”. É o custo da obtenção do produto para revenda, tanto o custo da compra como o custo da produção se for o caso. Assim, é mandatório saber comprar bem, tanto conseguindo bom preço quanto prazo para pagamento mais logo de seus fornecedores.

      Mas não existe um “CMV” ideal, até porque você não tem muito controle sobre ele, principalmente se comprar de grandes fornecedores.

      Assim, me pergunto se é sobre o CMV que você tem dúvidas. Verifique.
      Abraço

  74. Boa tarde, tenho uma dúvida. O custo fixo significa todos os gastos q tive no mês como compra de insumos, embalagem, entrega, luz, aluguel… ?? Tenho uma empresa de alimentos congelados que fatura em torno de 13.000, com despesas de 6.000,00. Qual o valor do custo em cima do produto? Para saber o valor de venda tenho q fazer a conta em cima de cada produto? O que o mercado utiliza como lucro, 100%? Grata, Simone

    • Prezada Simone

      As Despesas Fixas são aquelas que você tem independentemente se vende algo ou não, por exemplo o aluguel.
      Os Custos diretos são aqueles que ocorrem com a venda, por exemplo, o custo da compra da mercadoria
      As Despesas Variáveis são aquelas decorrentes da venda, por exemplo, o imposto Simples.

      O preço de venda é sempre semelhante ao que o mercado pratica, seus concorrentes, e o maior que o cliente aceita pagar.

      Mas para saber se esse preço é compensador você precisa calcular um preço com base nos seus custos, despesas e margem de lucro desejada. Se o calculado for menor, significa que o preço que pratica é compensador.
      Aqui no blog eu explico bem essa forma de calcular, veja os artigos. Tendo dúvida ainda, volte que eu explicarei.

      Boa sorte

  75. Caro sr, boa tarde.
    Fiquei impressionado e feliz por descobrir em meio a tantos existem alguns que realmente sabem o que estão dizendo. Sou empresario do setor de materiais de construcao em Belem do Para e venho sofrendo com o pagamento do simples nacional a 5 anos que na minha opniao esta sendo calculado de maneira errada pela minha contabilidade. Meu faturamento fiscal anual está em 840mil e a taxa tabelada que estiu enquadrado, segundo a contadora é de 9%. Minha duvidar levou a buscar respostas com outrros profissionais mas nenhum foi didatico exclarecedor o suficiente para me fazer entender. 50% das minhas vendas é de cimento, que compro dentro do proprio estado. Esta nota traz uma substituicao presumida num lucro de 20%. Detalhando: compro a unidade por 23,00 e vendo por 27,00. Entao a venda desta mercadoria me tributará os 9% em cima dos 27,00 ou apenas em cima dos 4,00 de lucro? Eu seria muito grato se pudesse me ajudar e estou disposto até a pagar para ter essas dúvidas exclarecidas de uma vez por todas, pois todas as vezes que foi pagar o DAS minha impressao é que estou pagando a mais. Wilson Monteiro Gestor da empresa Independencia Materiais de Construcao

    • Prezado

      Se seu faturamento está por volta de 840 mil por ano, a sua alíquota deveria ser em tono de 7,6% sobre o faturamento do mês, a não ser que tenha alguma particularidade em seu Estado. 9% é para quem fatura acima de 1.600.000,00 por ano. Veja: http://www.receita.fazenda.gov.br/Legislacao/LeisComplementares/2011/leicp139.htm. Veja a tabela no anexo I, comércio, no final do documento.

      Tudo foi estabelecido pela Lei complementar 123, atualizada pela lei 139. Dê uma olhada, é simples.

      No caso de substituição tributária, quem recolhe o ICMS relativo ao seu preço de venda, não é você, é a indústria produtora.

      Já a alíquota do SIMPLES é sobre o seu faturamento de tudo que emitir Nota Fiscal. Portanto sobre o valor bruto. Sobre o valor da venda. A alíquota é encontrada considerando o faturamento dos 12 meses anteriores, e o valor total verificando na tabela do link que enviei acima, mas será aplicada sobre das vendas com notas fiscal do respectivo mês.

      Bom trabalho.

  76. Professor Sr. Marcos, parabéns pelo seu blog.
    Professor, gostaria de entrar no mercado de sacolão, sei qiue é um negocio muito arriscado porque temos variedades de item em kilos e duzia, e também pelas perdas.gostaria de perguntar ao sr. como eu posso encontrar um planilha que listrando estes intens por kilos e duzias, dividindo pelo meu markup encontraria o meu preço de venda.
    Obrigado, Joao Maria.

    • Prezado João

      Sobre preço você terá de acompanhar os preços praticados no mercado e de preferência serem menores para atrair clientes que já dispõem de opções de feiras e de hipermercados.

      Portanto, o preço já está definido. Mas a questão é saber se o preço que tiver de praticar será compensador, cobrirá todos os gastos e ainda acumular lucro. Para saber disso você precisa calcular o preço mínimo com base em seus custos e margem de lucro. Este preço calculado precisa ser menor do que o preço que você realmente vai praticar que é próximo ao dos concorrentes. Entendeu a questão?

      Para calcular o preço, veja as várias explicações que já dei aqui no blog e os artigos que estão aqui no blog sobre preço.

      Mas não se esqueça, neste negócio o segredo é saber comprar, ter fornecedores realmente parceiros. E ter cuidado com perdas de produtos.

      Depois de avaliar o preço, ai sim, você poderá estabelecer o “mark up” que é a relação entre o preço de venda e o seu custo de compra.

      Boa sorte. Tendo dúvidas volte a perguntar.

  77. Por favor me ajudem
    OUTRA SITUAÇÃO:
    FATURAMENTO PREVISTO = 150,000,00
    DESPESA FIXA = 18 %
    DESPESA VARIAVEIS 20 %
    LUCROS FATURAMENTO = 60 %
    CUSTO UNITÁRIO DA AQUISIÇÃO 980
    MARGEM PRETENDIDA 60 %

    • Novamente vale a resposta à sua dúvida anterior.

      Mas qual a diferença entre “lucro do faturamento” e Margem pretendida?? Tem outro equívoco ai.

      Abraços

  78. calcule o preço de venda do produto x aplicando a fórmula estudadae o método de porcentagem utilizado por muitas empresas?
    faturamento previsto: 100,000,00
    Despesa fixa = 20%
    despesa variável = 15%
    Lucros faturamento = 80 %
    Custo unitário de aquisição da mercadoria 12,50

    • Prezada Patrícia

      O preço de venda equivale a 100%, as parcelas que compõem o preço devem somar 100%. Nem mais nem menos.
      Compreende este aspecto da questão?

      Assim, % de Despesas Fixas + % de Despesas Variáveis + % de Margem de Lucro + 12,50 (do custo direto), devem resultar em 100% que é o preço.

      Os dados que enviou, ultrapassam 100%. Tem erro ai.

      Abraços

  79. OK ! Meu Caro Matos, Já desconfiava, estou chegando em meu preço ideal.
    Muito obrigado. Qualquer dúvida volto a postar, Ok?

  80. Amigo Matos, tudo bem?
    Tive que me ausentar um pouco de minha empresa.
    Para eu não perder o foco no meu aprendizado não ficou claro para mim onde incluo o custo que tenho com o banco gerado pela antecipação de boletos que em meu caso é de 6% em média. Se eu for incluir este custo em minha conta de cálculo do preço de venda na forma de despesas comercias terei que somar 4% de simp.+6%comissão+12% de fixo +5% de lucrat. e + os 6% dessas despesas com adiantamento dos boletos, é isso? fiquei com essa dúvida pois anteriormente o Sr falou assim: As despesas financeiras com o banco, devem ser somadas em valor absoluto e como média mensal às despesas fixas e pediu para que eu corrigisse o Valor das despesas fixas adicionando a média de despesas financeiras, depois encontrasse novamente o valor relativo, e substituisse os 12% de custo fixo, sendo dessa maneira se eu vender 100 mil reais, terei 6 mil de despesas com adiantamen to de boletos e terei que somar esses 6 mil reais ao meu custo fixo. O que é o certo?

    • Pois é caro Marcelo

      Se você tem despesas financeiras esporádicas, como disse antes, significa que são geradas por uma fraqueza na gestão, e assim, devem ser tratadas como fixas.

      Mas se o o modelo de negócio estiver baseado no financiamento de clientes com recursos próprios através de antecipação de recebíveis com taxa de desconto, que foi o que você informou depois, você precisa se colocar apenas como intermediário entre seu cliente e o banco. Isto é, você vende a prazo, financiando o cliente, e depois negocia com o banco para aceitar esse financiamento, passando para o banco a taxa que cobrou do cliente (deveria ter cobrado) e o banco paga para você o valor que você cobraria se a venda fosse a vista. Portanto, precisa pôr esta taxa no preço. Compreende?

      Boa sorte

  81. Matos, bom dia!
    Estou com um problema na faculdade para resolver e gostaria de sua ajuda?
    Tenho PV= 0.99 e o CMV=1,00
    Posso obter um lucro apartir disso?
    E qual é o melhor calculo para isso?
    Grata
    Milena

    • Nossa, prezada Milena, que estranho.

      Quando o custo total, incluído as despesas fixas, é maior que o Preço de venda, há prejuízo na certa. Mas quando o custo direto, o CMV, é maior que o preço de venda, há um erro de avaliação do negócio, portanto, não há como obter lucro, significa que o negócio é equivocado. Você comprar por R$1,00 e vender por R$0,99 pode ocorrer apenas em programas sociais do governo, subsidiando a aquisição de produtos.

      Boa sorte.

  82. Matos, boa noite! Me tire uma dúvida em relação ao cáculo do meu preço de venda, Você já me orientou a somar o imposto de obtenção do produto mais frete e depois calcular meu preço, você me orientou a somar o custo com o banco de 6% em média que é negociação de boletos e calcular todos os descontos feitos no mês tirar os 6%( taxas e juros) e incluo no meu custo fixo, porém a empresa adiquiriu um empréstimo e vamos pagar a partir desse mês a prestação, que vai durar 24 meses, o valor desta prestação deve ser somada ao custo fixo? O dinheiro foi usado para pagamentos de dívidas, melhorias na empresa etc…

    • Não prezado Marcelo

      O pagamento de dívidas deve sair do resultado da empresa, o lucro.

      Já o pagamento de fornecedores dos produtos que você revende é custo de obtenção do produto
      Pagamentos de impostos e comissão de vendas são despesas comerciais
      Pagamentos e taxas de banco e de juros referentes às dívidas são despesas fixas
      Demais pagamentos para fazer a empresa funcionar são despesas fixas
      O custo com boleto para cobrança de clientes e o custo com antecipação de recebimento devem ser incluídos nas despesas comerciais.

      Abraço

  83. Matos Você poderia me explicar essa diferença entre rentabilidade e lucratividade, pois eu também acho baixa, mas para baixar, por exemplo tenho que diminuir meu custo fixo, não é?

    • Prezado Marcelo

      Rentabilidade é a relação do lucro com o investimento feito na empresa. Ou, quanto rende o investimento que você fez na empresa.

      Lucratividade é a relação do lucro com o volume de vendas. Ou, quando das vendas é o lucro.

      Assim, uma empresa que foi montada com um investimento de R$50.000,00, e que esteja dando, digamos, R$2.500,00 de lucro por mês, significa que o investimento dá um retorno de 5% ao mês (rentabilidade).

      Se esta empresa, para gerar esse lucro de R$2.500,00, vende em média R$20.000,00 por mês, então esta empresa está propiciando uma lucratividade das vendas de 12,5%. A margem de lucro das vendas é de 12,5%.

      Rentabilidade: lucro x 100 / investimento

      Lucratividade: lucro x 100 / Receitas

      Para aumentar o lucro só tem um caminho: Ter lucratividade no preço e vender mais e gastar menos. Mas tem de vender acima do ponto de equilíbrio. Se tiver uma grande margem de lucro no preço, mas não vender acima do ponto de equilíbrio, não terá lucro, pode ter prejuízo.

      Boa sorte

      Consultor Matos

  84. Sr. Matos sempre bom fazer contato como pessoas boas e esclarecidas, espero que minhas dúvidas tenham acabado, meu custo fixo é de 12% e sei que tenho que baixar, pago uma comissâo de 6%, no simples eu pago 4% e além ter um gasto com o banco de 6% em média, defini minha margem de lucro em 5%,total de 33% > meu mark-up é 0,67, somando o IPI de R$16,30 com um custo de R$21,65 meu custo passa a ser R$ 25,18 sendo assim meu preço de venda ideal para cobrir todos os meus custos é de R$25,18/0,67= R$ 37,58, me corrija se estiver errado, no aguardo.

    • Prezado Marcelo.
      Que bom que está se esclarecendo.

      Veja: Vc disse que suas Despesas Fixas são da ordem de 12%. Entendo que seja 12% da previsão das vendas ou da média das vendas. É isso?

      Suas Despesas Comerciais (comissão mais SIMPLES) são de 10% das vendas

      Seu custo Unitário (valor com ICMS) + 16,30% de IPI, é de 25,18

      Sua Lucratividade, Margem de Lucro, é da ordem de 5% (aliás, muito baixa, obriga vender um grande volume. 5% de retorno de investimento (rentabilidade) até que é aceitável, mas como lucratividade acho baixo. Entende a diferença?

      As despesas financeiras com o banco, devem ser somadas em valor absoluto e como média mensal às despesas fixas.

      Então PV = 25,18 +10% + 12% + 5%; PV = 25,18 + 27%; PV – 27% = 25,18; 73%PV=25,18
      PV = 25,18 / 0,73; PV=34,49.

      Corrija o Valor das despesas fixas adicionando a média de despesas financeiras, depois encontre novamente o valor relativo, e substitua os 12%.

      Note, este preço calculado é o mínimo, para cobrir todas as despesas e ter 5% de resultado. Mas desde que consiga vender o volume estimado. Se vender mais, mantendo a relação de custos, aumentará a margem de lucro (5%). Se vender menos que o volume previsto, diminuirá a margem e poderá ter prejuízo, se vender pouco, abaixo do ” Ponto de Equilíbrio”. Veja meus artigos aqui no blog sobre ponto de equilíbrio.

      Mas interessante é vender por um preço superior. Compreende?

      Boa sorte

  85. Matos,
    Em alguns produtos eu pago ICMS que já vem incluso na nota e Sub. tributária e também pago IPI em anguns produtos, Estou enquadrado no simples e pago cerca de 5% em média de imposto sobre meu faturamento. por isso que estou muito confuso, sei que tenho que baixar meu custo fixo que é de 12%, mais pra isso tenho que aumentar minhas vendas, pra isso tenho que manter meu preço competitivo. Pago além disso pago 6% de comissão quase sempre estou fazendo troca de boletos com o banco com mais um custo de 6% em média e ainda tenho que tirar meu lucro de 5%. Um produto que comprei custou R$ 21,65 + mais IPI de 16,30% como tenho que calcular meu preço. Passo a passo por favor, no aguardo.

    • Prezado Marcelo

      Obrigado por esclarecer um pouco mais a sua situação.

      Entendi que você não é contribuinte do IPI e do ICMS, portanto estes impostos são custos para você, embutidos no preço de compra dos produtos. O Custo do produto é o valor total da Nota Fiscal de entrada. OK? Estes impostos não são despesas comerciais, mas custo de obtenção para você. OK?

      Como despesas comerciais você deve considerar O QUE GASTA QUANDO VENDE, entendi que você tem apenas o SIMPLES e a comissão de venda. A alíquota do SIMPLES deve ser de 4%, pois entendi que fatura menos de 180.000 por ano, ou 5,47% se faturar até 360.000 por ano.

      Imagino então que suas Despesas Comerciais sejam de 10% ( isto é, a comissão e o imposto SIMPLES). OK?

      Agora você precisa encontrar o CUSTO unitário do produto considerando IPI e ICMS: Veja na nota fiscal de compra do seu fornecedor. Basta dividir o valor total com IPI e ICMS do produto pela quantidade comprada.

      EM SEGUIDA, você precisa apurar o valor das despesas fixas do mês. Você sabe quais são as suas despesas fixas?

      E TAMBÉM definir a sua margem de lucro, que pode ser uma afirmação sua ou derivada da expectativa de retorno do que investiu no negócio. Você já definiu o lucro que deseja ter?

      Com base nestas orientações, refaça os cálculos prezado, mas considere as orientações anteriores que já passei.

      Aguardo

      Matos

  86. Sr Matos estou cada vez mais confuso, em uma conversa com um amigo que atua no mesmo ramo de atacado que o meu, calcula o p.venda de uma forma diferente daquela fórmula que me foi passada 100% pv= custo +( %custo f.+% simples +% comissão+% lucro+ % IPI+ %ICMS…) Na outra maneira eu teria que somar custo + IPI + ICMS + c fixo e depois aplicar aquela fórmula. EX: R$21,62+12%+16,30+10%+ R$29,94 e assim vc teria o custo do produto R$ 29,94 Minha dúvida são duas: essa maneira está certa… E se tiver certa o sr me falou que não posso somar banana com laranja, (custo + %) pois se não eu teria um valor relativo. me ajuda por favor meus preços ficaram muito fora do mercado mais se abaixar muito tenho medo de não cobrir minhas despesas. Tem alguma regra para isso, somar com os custos alguma coisa.

    • Prezado Marcelo

      Você começou com dúvidas elementares sobre a formação do preço. À medida que foi recebendo mais dicas você foi informado mais sobre sua atividade. Agora você diz que é atacadista e que recolhe IPI, ICMS e SIMPLES. Significa uma grande confusão.

      Tem certeza que recolhe IPI na venda? Ou o IPI é apenas custo de obtenção?
      Tem certeza quanto ao ICMS na venda também?
      Além disso, você recolhe o SIMPLES na venda?
      Você lida com produtos com substituição tributária?

      Veja prezado. A expressão sugerida para cálculo do Preço de Venda foi: PV = Custo de obtenção + % Despesas Comerciais + % contribuição para Despesas Fixas + % da margem de lucro.

      Parece-me que você não está conseguindo apurar cada uma das parcelas desta soma.

      E é claro que valor absoluto se soma apenas a valor absoluto. Valor relativo, em %, se soma apenas a valor relativo em %.

      Assim, quais são as despesas comerciais que ocorrem na venda dos seus produtos?

      Aguardo

      Matos

  87. Sr Matos boa noite,
    Por favor me tire algumas dúvidas,
    se tenho um preço de custo de R$ 10,00 e um preço de venda do mesmo produto por R$15,00 aprendi e sei que estou errado a calcular o mark-up assim 15/10= 1,50 portanto achava q estava marcando 50% de margem e assim cobria o custo de minha empresa e ainda tinha minha lucratividade, que é 9% de fixo, 10% variável, frete para este produto 5%, lucro pretendido de 10%e ainda pago 15% de IPI para este produto também, com vc me orientando aprendi que vendendo meu produto por R$ 15 reais eu estava marcando na verdade 33%, logo não cobria meus custos e estava tendo prejuíso, certo?
    minha pergunta é a seguinte, se calcular o preço de um produto que custa R$ 21,65 com todos os mesmos custos acima, o preço do produto calculado pela fórmula seria R$42,45 e dividindo o Pv pelo custo eu tenho 1,9608 o meu mark-up para este produto é de 96%? A formula para eu calcular o mark-up é 100%-51%/100= 0.49? onde estou errado?
    Este 1,9608 resultado da divisão do Pv/custo significa oq?

    • Prezado Marcelo

      Muitas são as interpretações do cálculo do mark up. Mas você está procurando um fator que, partindo do “custo de obtenção” você encontre o PV. Pois bem, o mark up é a relação entre o “Custo de obtenção” e o preço de venda, neste caso é 1,961.

      Não confunda com a “Margem de Contribuição”, que significa o que sobra para você cobrir as despesas da empresa e lucro, após descontar os custos variáveis (custo de obtenção + Despesas comerciais)

      Assim, supondo que todos os seus produtos têm mesma composição de despesas comerciais e contribuem igualmente para cobrir as despesas fixas e acumular lucro, então o fator de cálculo do PV a partir do custo de obtenção (mark up) é 1,961; Multiplicando o custo de obtenção por 1,961 vc chegará ao preço calculado.

      Mas lembre-se, Preço de venda é o maior que o mercado aceitar, não necessariamente é o que vc calcular.

      Boa sorte

  88. Boas sr.Matos
    Gostaria de saber se é possível calcular o preço de venda só com o valor do custo variável unitário?

    CVn=300$/unidade
    Pv=?

    • Prezado Arnaldo

      Você deve analisar seu mercado (clientes e concorrentes) para decidir sobre o melhor preço de venda que poderá praticar. Isto é, quanto maior melhor, só depende do cliente aceitar.

      Mas é bom também calcular para ver se o que pratica está ou não valendo a pena. O Preço calculado é resultado de uma soma:

      PV = Custo direto + Despesas comerciais + contribuição para pagar as Despesas Fixas + Margem de lucro
      Ou

      PV = Custo Variável + contribuição para pagar as Despesas Fixas + Margem de lucro.

      Nos artigos aqui do Blog você terá orientação de como encontrar cada uma destas parcelas.

      Boa sorte

  89. Boa Tarde! Prezado amigo, estou com uma pequena lojinha e estou iniciando as vendas no cartão de crédito, então estou tendo bastante dificuldade para formar os preços dos produtos para ser vendidos em diversas parcelas por exemplo em 5X, 8X e até 10X. Sendo q o cartão cobra uma taxa no parcelamento de +/- 4,5%. Como devo calcular o valor do produto para ser parcelado e não ter prejuízo? Obrigado e parabéns pelo seu Blog.

    • Prezado Silvano

      Basta incluir os 4,5% do cartão nas despesas Variáveis, na formação do preço. Lembre-se Preço de Venda = Custo de obtenção + Despesas Variáveis + Contribuição para as Despesas Fixas + Margem de lucro

      Já para o caso do parcelamento, há duas alternativas.

      Primeira é você ter dois preços: 1 à vista e outro no cartão parcelado. Mas isso não é muito recomendável, pode espantar os clientes.

      Então, ou o custo do parcelamento sai do seu lucro ou todos os clientes pagarão, mesmo que comprem à vista. Neste caso, o preço a vista, pagamento com dinheiro ou pagamento parcelado no cartão são iguais.

      Significa que você deve incluir nas despesas variáveis a taxa média que a empresa de cartão cobra de você quando você antecipa os recebimentos. Entendeu, prezado ?

      Mande mais dúvidas

      Abraço
      Consultor Matos

  90. Primeiramente quero agradecer pela gentileza de ter respondido.
    Segue os dados.
    Pago pelo Milho= R$ 0,38 o Kg
    Imposto comerciais= 10% ( não tenho o valor total de imposto)
    Embalagem= R$ 6,70 com 100 unidades
    Comissão vendedor= 3% ( produto final)
    Salário= 1 salário mínimo
    Desgaste da maquina: R$ 0,0016 por KG
    Energia Elétrica: uma média de R$ 0,0012 por kg
    Aluguel: não tem
    Telefone: R$ 60,00 mês
    Internet= R$ 85,00 mês
    Outros gastos: R$ 20,00
    Água= R$ 18,00 mês
    Transporte= R$ 39,38
    Margem de lucro= 10%
    Tenho esse pensamento de vender meu próprio produto, pois moro na zona rural e aqui trabalho com plantação e outros ( café, milho, tomate, queijo). Tem muito atravessador lucrando em cima de mim, se tenho a matéria prima fica mais fácil para vender.
    O grande problema é que não tenho muito tempo para vender meu próprio produto. Queria colocar uma meta de venda mensal para cada vendedor, para valer apena meu ganho e o transporte ate na cidade que ele reside.
    Se não for pedir muito queria que detalhasse bem como fazer essas contas, e me de opinião qual o melhor caminho a ser tomado, ou literatura e sites de internet que possa me ajudar.
    Muito obrigado pela atenção.
    E que Deus te abençoe

    • Prezado Junior

      O preço de venda que você deve praticar é aquele que o mercado aceitar pagar, o maior possível. Tome como base seus concorrentes, no caso do milho. Se você pagar comissão para vendedores, esta sairá do preço que for praticado. Lembre-se: o maior que conseguir.

      Assim, quando calculamos o preço com base nos custos, apenas queremos descobrir qual será o preço compensador no nosso negócio, apenas para saber se o preço que está sendo praticado é ou não compensador. Está entendido isso?

      Então, no cálculo do preço de venda (para avaliar o preço praticado) devemos considerar as seguintes variáveis: Custos, Despesas e Margem de Lucro.

      Os custos são aqueles decorrentes da obtenção do produto, as Despesas Variáveis são, por exemplo, os impostos incidentes sobre a venda e a comissão de vendedores . Estes gastos têm em comum o fato de poderem ser calculados e apurados.

      Mas, as Despesas Fixas, que são os gastos com a estrutura da empresa os quais ocorrem mesmo se não vender um único saco de milho, como é o caso da conta de água, telefone, internet…etc, só podem ser apuradas ou estimadas para toda a empresa e em um período de tempo, por exemplo, em um mês. Desse fato resulta a questão: quanto de Despesa Fixa pode ser considerado em cada saco de milho?

      Um método geral recomendado para definir quanto cada produto deve contribuir com o pagamento das Despesas Fixas, é pelo caminho do rateio, não é único, mas muito válido.
      Divida o valor das Despesas Fixas mensais ( melhor se for média mensal de 12 meses), pelo total mensal das vendas (estimativa ou valor real). Multiplique o resultado por 100.

      O resultado será a relação percentual das Despesas Fixas com as Vendas Mensais. Insto é: este percentual representa o quanto cada real (R$) das vendas contribui ou precisa contribuir para cobrir as Despesas Fixas do mês. Ou seja, a “taxa de cobertura das despesas fixas”.

      Vou dar um exemplo para avaliar todas as informações que são necessárias para o cálculo do preço.

      Exemplo: Uma empresa tem Despesas Fixas mensais = R$18.000,00, Vendas mensais= R$60.000,00.

      O rateio será: 18.000,00 / 60.000,00 x 100 = 30%, Significa que trinta por cento das receitas de vendas são destinados ao pagamento das Despesas Fixas do mês. Entendeu essa, Prezado?

      Pois bem, quem tem negócio deve definir quanto de “margem de lucro” deseja ou precisa ter na venda de cada produto para valer a pena manter o negócio. Não significa que conseguirá. Mas também pode ser que consiga mais. Mas é necessário definir a margem mínima com a qual valha a pena manter o negócio. A definição desta margem pode ser a partir da expectativa de retorno do capital investido, como expliquei nos artigos aqui no blog, ou a partir da lucratividade média do segmento de negócio. Suponhamos em nosso exemplo para os cálculos que faremos a seguir uma margem de 20% sobre o que for vendido. Isto é, uma lucratividade de 20%

      Então, no exemplo que estou mostrando para facilitar sua compreensão, vamos imaginar que para um produto “P”:
      Custo de aquisição (custo direto) = R$5,00 a unidade;
      Despesas comerciais, considerando uma empresa optante do SIMPLES: Imposto SIMPLES Nacional = 7,54%

      Rateio de Despesas Fixas: 30%, exemplificado acima

      Margem de Lucro desejada (lucratividade): 20%

      A soma de tudo resultará no Preço de Venda Mínimo aceitável para o produto “P”.

      Ou seja, o Preço de Venda mínimo para o produto “P” deveria ser a somatória do custo para a sua obtenção + as Despesas Comerciais (imposto SIMPLES + Comissão de vendedores) + a contribuição do produto para cobrir as Despesas Fixas do Mês + a Margem de Lucro almejada. Concorda, prezado Junior?

      Assim, no exemplo, o Preço de Venda Mínimo aceitável = 5 + 7,54% + 30% + 20%.
      Como realizar esta soma?

      Melhor é transformar em equação. Considere que o preço de venda (PV) corresponda a 100% do que queremos encontrar.

      100%PV = 5 + 7,54%PV + 30%PV + 20%PV;

      100%PV = 5 + 57,54%PV;

      100%PV – 57,54%PV = 5; Então: 42,46%PV = 5;

      PV= 5 / 42,46% ou PV= 5 / 0,4246; Portanto PV= 11,78.

      Assim, o produto “P” deve ser vendido por um preço não inferior a R$11,78. Pode vender por qualquer preço acima desse valor, se o mercado aceitar, mas abaixo deste valor a empresa começará a ter dificuldades.

      Assim, prezado Junior, peço que junte todas as informações de sua realidade conforme exemplifiquei aqui calcule o seu preço. Mas lembre-se que deve praticar o melhor preço que o mercado aceitar pagar, e que este deve ser igual ou superior ao que você calcular.

      A partir destas explicações, mande novas dúvidas

      Boa sorte

  91. Olá
    Estou começando a vender milho empacotado, e coloquei alguns valores, só para realizar a conta.
    Estou pensando em colocar vendedores, e para inicio queria oferecer 5% de comissão, mias R$ 300 reais de ajuda de custo e colocar como meta de venda para cada vendedor 800Kg mês.
    Gastos extras ( combustível, empacotar. Etc) =R$ 56,98
    Gastos fixos= R$ 30,32
    Despesas comerciais= 10%
    Minha margem de ganho=10%
    Custo 1 Kg do milho= R$ 0,375
    GASTOS POR MÊS
    GASTOS MOTIVO VALOR
    Comissão vendedor 5% ?
    Custeio vendedor 300/800 R$ 0,375 por kg
    Gastos extras 56,98/800 R$ 0,0712 por kg
    Gastos fixos 30,32/ 800 R$ 0,379 por kg

    OBS.: No mercado hoje esse mesmo produto esta sendo vendido em media de R$ 0,75 a R$ 0,80 o KG.
    Como chegar ao valor correto de Rateio de Despesas?

    Muito obrigado pela atenção.

    • Prezado Júnior

      Solicito que envie novamente as informações considerando as seguintes definições:

      Custo de obtenção: quanto paga pelo milho

      Despesas comerciais: Os impostos, a comissão de vendedor, embalagens

      Despesas fixas: salários, aluguel, luz, telefone, transporte como indicou

      Margem de lucro: quanto deseja de lucro possível.

      As despesas fixas podem ser consideradas assim: valor total das despesas fixas do negócio, que são mensais, dividido pelo valor da previsão mensal de vendas, e multiplicando o resultado por 100, você terá o valor percentual, como rateio das despesas fixas.

      Aguardo

      Boa sorte

      • Olá!
        Primeiramente queria agradecer por ter respondido a minha pergunta.
        Segue os dados!
        Valor de custo do milho: R$ 0,38
        Comissão do vendedor: R$ 3%
        Valor da embalagem: R$ 6,70 ( 100 unidades)
        Consumo de energia: R$ 30,00
        Telefone: R$ 60,00
        Internet: R$ 85,00
        Combustível: R$ 38,00
        Desgaste da maquina: R$ 10,00
        Minha margem de ganho: 10%
        Impostos : 10% ( ainda não tenho a quantidade correta)
        Salário: 1 salário mínimo
        Outros gastos: R$ 30,00
        OBS.: Quero colocar uma margem de veda mensal para cada vendedor. Planto milho e quero vender meu próprio produto, mais na tenho tempo para vender.
        Obrigado.

  92. Gostaria de saber como calcular o preço de venda quando está começando? Pois pretendo abrir um negócio de padaria de conveniência e ainda tenho muitas dúvidas sobre isso.

    • Prezada Nara.

      Verifique os artigos que coloquei aqui no blog, e se tiver dúvidas ainda, terei satisfação em esclarecer.

      Boa sorte

  93. se eu compro uma mercadoria por 1.288,00 e vendo por 1.599,00, estou pagando de imposto SIMPLES NACIONAL 132,39? é isso
    e eu teria que vender esta mercadoria por 2.077,42 para ter o minimo de lucro desejavel?

    • Prezado

      São várias as questões envolvidas na sua pergunta.

      Primeira questão: 132,39 de imposto SIMPLES sobre esse preço de venda, significa uma alíquota de 8,36% que é para um comércio que vende mais de 1.080.000,00 por ano. É o seu caso? Se não for você está aplicando uma alíquota errada.

      Outra questão é que você deve praticar o maior preço de venda que o mercado aceitar pagar, independentemente de cálculos, mas esse preço mesmo sendo o maior que o mercado aceita, pode ainda NÃO ser compensador. Para saber se é compensador você precisa calcular o mínimo que seria bom e comparar. Para calcular, siga as orientações que já dei aqui no blog nos artigos e nos comentários. PV = custo de obtenção + % Despesas Comerciais + % cobertura das despesas fixas + % da margem de lucro desejada.

      Confira!

      Boa sorte

    • Prezado Alexandre

      São várias as questões envolvidas na sua pergunta.

      Primeira questão: 132,39 de imposto SIMPLES sobre esse preço de venda, significa uma alíquota de 8,36% que é para um comércio que vende mais de 1.080.000,00 por ano. É o seu caso? Se não for você está aplicando uma alíquota errada.

      Outra questão é que você deve praticar o maior preço de venda que o mercado aceitar pagar, independentemente de cálculos, mas esse preço mesmo sendo o maior que o mercado aceita, pode ainda NÃO ser compensador. Para saber se é compensador você precisa calcular o mínimo que seria bom e comparar. Para calcular, siga as orientações que já dei aqui no blog nos artigos e nos comentários. PV = custo de obtenção + % Despesas Comerciais + % cobertura das despesas fixas + % da margem de lucro desejada.

      Confira!

      Boa sorte

  94. sou varejista, gostaria de trabalhar com mergem de lucro de 30%.
    faço parte do simples nacional e tenho um vendedor que pago 6% de comissão por venda. qual seria a formula correta para eu ter no final da negociação 30% de lucro?
    (preço de compra do produto/0,42) o produto ficaria super caro!!!
    Markup = 42,857% ? seria bom?

    Aguardo por sua ajuda.

    Att

    Alexandre

    • Prezado Alexandre

      O preço de venda que praticar deveria ser o maior que o mercado aceitar.

      Já o preço de venda calculado servirá apenas para você confirmar se o que pratica está ou não valendo a pena.

      Poderia usar a seguinte expressão: PV = custo de obtenção + % despesas comerciais + % cobertura das despesas fixas + margem de lucro, que você define em 30%.

      Aqui no blog tem alguns artigos meus explicando bem esse cálculo e vários comentários onde expliquei detalhadamente a questão. Dê uma olhada e volte se tiver mais dúvidas.

      Boa sorte

  95. Matos,
    O meu erro era porque eu não estava conseguindo entender esse trecho de sua resposta: Assim, PV = Custo + 35%.
    Agora eu entendi, eu estava pegando o custo de R$ 26,00 e somando 35% e não resolvia a expressão e portano dava R$ 35,10. Muito obrigado.

  96. Matos, você colocou no começo Assim, no seu caso, PV = Custo + 15% + 10% + 10%, ou PV = Custo + 35%, ou PV – 35% = Custo.
    Ou seja um custo de 26 + 35% seria igual R$ 35,10.
    E no final você colocou assim, Se o PV = Custo /0,65, Exemplificando: um custo de 26. Então PV = 26 / 0,65 então PV = 40.
    Me explica essa parte, Considerando 100%PV – 35% de PV = 65% de PV.
    Muito obrigado.

    • Prezado Marcelo

      Não entendi bem essa sua nova dúvida, caso não seja esta a resposta, envie novamente a dúvida melhor explicada. OK?

      Ora, 100 – 65 = 35 concorda?

      Ou seja, o preço de venda inteiro, isto é 100% de PV (-) menso 35% de PV resulta em 65% de PV. OK?

      Então, se 100%PV = 26 + 35%PV, esta equação se resolve da seguinte forma:

      100%PV – 35%PV = 26

      65%PV = 26

      Então PV = 26/65% ou seja (26 dividido por 65%)
      PV = 26/0,65
      PV = 40,00

      NÃO ENTENDI A EXPRESSÃO ENVIADA POR VOCÊ: “Ou seja um custo de 26 + 35% seria igual R$ 35,10″. DE ONDE SAIU ESSA EXPRESSÃO???

      Abraço

  97. Amigo Matos,
    Se tem um matéria difíciu é a Matemática Financeira, me tira uma dúvida.
    Tenho em minha empresa um custo fixo de 10% + 15 % de desp. variáv. e pretendo um lucro de 10%, total de 35%, prq eu não posso pegar um produto com um custo de R$10,00 e vender a R$13,50 estaria colocando 35% em cima do meu custo do produto. Quando na verdade eu teria que Dividir R$10,00/65 * 100 = R$15,38 tendo que ter uma markup de 53% e não de 35%, eu não posso adotar o markup para calcular meu preço de venda. Matos onde está o erro?

    • Prezado

      Já disse em artigo aqui no blog e em várias respostas, que você pratica o melhor preço que seu mercado aceita, mas deve calcular um preço com base em seus custos e expectativa de lucro APENAS para confirmar se o preço que pratica é ou não compensador.

      Então, preço de venda = custo de obtenção do produto ou execução do serviço + % desp. variáveis + % Desp. Fixas + % de margem de lucro Desejada.

      Assim, no seu caso, PV = Custo + 15% + 10% + 10%, ou PV = Custo + 35%, ou PV – 35% = Custo,

      Considerando 100%PV – 35% de PV = 65% de PV,

      Então, continuando na expressão, 65%PV = Custo, ou PV = Custo / 65%, ou PV = custo / 0,65.

      Se o PV = Custo /0,65, Exemplificando: um custo de 26. Então PV = 26 / 0,65 então PV = 40

      Já o Mark up é a relação do preço de venda com o custo (direto). Mas note, você encontrará várias definições para o mark up, eu prefiro a seguinte:

      Neste caso o Mark up é = 40 / 26 = 1,539 .

      Significa que, se você multiplicar o custo de obtenção por 1,539 você chegará em seu preço, como resumo de todos os cálculos anteriores.

      Boa sorte.

  98. BOA TARDE QUERIA SABER COMO FORMA PREÇO DE VENDA NO SUPERMERCADO..SERIA TER A % DE DESPESA FIXA+%DESPESA VARIAVELE DESTRIUIR RATEIOS EM CIMA DOS PREÇOS?TENHO MERCADORIAS HJ Q SE EU FIZER O RATEIO FICA NEGATIA.EX; CIGARRO.A MARGEM DO CIGARRO É DE 12% .HJ MINHA MARGEM DE DESPESA E DE 30%. SAO OUTRAS MERCADORIAS Q ESTAO NA MESMA CITUAÇAO,

    • Prezado Felipe

      Este assunto é longo, mas postei artigos aqui no blog que explicam bem as possibilidades. Mas em resumo, você deveria pensar em 2 preços para tudo.

      Um preço é praticado por força de lei, do mercado, da concorrência, dos fabricantes, ou mesmo de sua estratégia de marketing: exemplos: o cigarro, o pão, o arroz, a carne. Assim, em alguns produtos você precisa aceitar os preços que lhe são impostos, em outros você pode ter mais liberdade.

      Assim, esse preço que você realmente pratica, nem é calculado, é resultado do ambiente de mercado do seu segmento.

      Pois bem, sendo assim, fica uma pergunta: este preço que você é forçado a praticar é compensador para você? A reposta você terá fazendo os cálculos, formando o preço de venda com base em seus custos, em suas despesas e em sua expectativa de lucro.

      Comparando os dois você saberá se vale ou não a penas comercializar um determinado produto.

      Mas observe, muitas vezes a gente tem um produto que nada contribui para pagar as despesas fixas ou para acumular o lucro, mas ele promove vendas de outros produtos mais lucrativos, portanto, sua estratégia de marketing.

      Se tiver mais dúvidas, enviei prezado, mas veja os demais artigos.

      Boa sorte

  99. Prezado Matos, Trabalho na área de confecções e estou montando uma equipe de sacoleiras!! O fato é que eu pago 30% de comissão para elas.
    Preciso que me sobre uma margem de 100% na minha mão pagando os 30%.
    A conta que eu faço é assim:
    produto: R$ 20,00 x 2,5 = R$ 50,00 preço de venda
    Como estou tendo uma margem de 150% pagando os 30% pq não me sobra 120%??
    comissão vend= 15,00
    50-15 = 35 e teria que me sobrar 40,00

    pode me ajudar neste calculo???
    Att
    Eduardo

    • Prezado

      Entendi que você não está fazendo um estudo de preço nem uma formação de preço. Deseja apenas um algoritmo de cálculo para a composição que imaginou. Então aqui vai: Valor que deseja = 2x custo + 30% do valor que deseja, Resumindo: Valor que deseja = (2 x custo)/0,70,
      No exemplo: Valor que deseja= (2×20)/0,70 = 57,14.
      Comissão= 30% x 57,14 = 17,14, Sombra, portanto os 40.

      Boa sorte

    • Prezado

      Entendi que você não está fazendo um estudo de preço nem uma formação de preço. Deseja apenas um algoritmo de cálculo para a composição que imaginou. Então aqui vai: Valor que deseja = 2x custo + 30% do valor que deseja, Resumindo: Valor que deseja = (2 x custo)/0,70,
      No exemplo: Valor que deseja= (2×20)/0,70 = 57,14.
      Comissão= 30% x 57,14 = 17,14, Sombra, portanto os 40.

      Boa sorte

  100. Prezado Matos, estou montando um site que irá vender as mercadoria pela internet, porem nao sei como faço com os valores da mercadoria…como calcular. eu sei q tenho q acrescentar a taxa de frete + seguro no valor total da mercadoria, mas é só isso?? Se souber de alguma conta que tenho que seguir por favor me envie. Muito obrigado Gabriela

    • Prezada Gabriela

      O preço de cada produto poderia ser o maior que seus clientes aceitem pagar. Mesmo assim, poderia ser ainda insuficiente. Para confirmar, calcule o preço mínimo compensador para você = Custo direto + Despesas Comerciais + Contribuição para despesas Fixas + Margem de lucro. Venja em artigos meus aqui no blog como apurar cada valor destes.

      Abraços

      Matos

  101. Boa tarde.

    Amigo, quero comprar 10 camisetas já com estampas por R$ 34,90 e gostaria de vende-las por R$ 50,00, é correto ou não.

    Obrigado.

    Cristiano

    • Sim, corretíssimo. Mas além do custo de aquisição, quais outros custo você terá? R$50,00 dará margem de lucro?

      Para valer a pena precisa considerar não somente o custo da compra, mas todos os demais.

      Abraços

    • Prezado

      Se a empresa for optante do SIMPLES, então o custo considera o valor total da Nota Fiscal. Se a empresa tiver direito a crédito de imposto, então esse fato deve ser considerado.

      Abraços

  102. ola matos
    eu queria saber como eu faço para calcular o preço do meu pao.Eu tenho um mercado e uma Padaria nessa padaria tem 2 padeiros no total do salario da 2200 e ainda tem mais a massa e as misturas de bolo fermentos.
    tinha como vc me ajudar e ainda tem agua luz e alugue.

    Grato Elton

    • Prezado

      É relativamente simples. Não dá para explicar tudo aqui. Mas neste blog tenho publicado uma explicação completa sobre preços. Veja o texto e depois mande as dúvidas.

      Boa sorte

      Matos

  103. Boa tarde SR Matos,Gostaria de saber se as duplicatas a pagar(fornecedores) referentes a mercadorias compradas para revenda devem ser considerada tambem como um custo fixo para o periodo ja que nem todas a mercadorias compradas foram vendidas mas tem as duplicatas para pagar nos respectivos meses.
    ex: comprei 6000,00 a preço de custo parcelado em 3x 2000,00
    e as vendas não atingiram esse valor a preço de custo ,ou seja não vendi tudo que comprei mas terei que pagar mesmo assim.
    como classifico essas duplicatas no contas a pagar pode ser custo fixo…
    att
    ricardo

    • Prezado

      Não são Despesas Fixas. São custos Diretos. Os chamados “custos das mercadorias”.

      Você apenas trocou promessa de dinheiro pelas mercadorias na esperança de trocar as mercadorias por mais dinheiro. Portanto, estas mercadorias são bens, o valor só se transformará em custos quando vender.

      No contas a pagar, são realmente dívidas, que fazem a contra-partida com o que tem no estoque.

      Você tem bens no estoque (as mercadorias) cujo valor de custo correspondem ao valor que tem a pagar

      Abraços

      Matos

    • Olá patrícia.

      O preço você já tem, é o praticado no mercado. Mas você precisa saber se esse preço é bom para você.

      Assim, você precisa projetar um volume de vendas mensais possíveis. Projetar os custos de obtenção dos produtos. Projetar as despesas comerciais que incorrer. Projetar as Despesas Fixas e decisidir por uma margem de lucro.

      Aqui no blog eu faço um detalhamento de como realizar cada um desses passos. Veja o post.

      Abraços, boa sorte

      Matos

  104. Caro Matos,
    Bem, vendo roupas minha margem de lucro fica em torno de 120%. estou contratanto revendedoras e pagarei a elas uma comissão de 20%, porem não quero perder a minha margem para comissão, então qual margem de lucro devo colocar no produto.
    Hoje é assim: ex: custo por peça 15,00 + 120% = 33,00.
    quero colocar uma margem de lucro para que quando eu deduzir o valor da comissão ainda assim fique para mim os 120% (18,00 reais)

    Grato

    Marins

    • Prezado

      Aconselho olhar os artigos deste blog sobre preços e margens para você se atualizar sobre estes conceitos.

      Mas respondendo apenas sobre o cálculo que desja fazer, basta dividir o preço atual por 0,80 que encontrará o novo preço. Quando você abater a comissão de 20% do novo preço, o saldo será igual ao preçoço praticado anteriormente.

      Boa sorte.

      Matos

  105. Olá, Dr Matos,

    Me tira uma dúvida..

    Quero investir em uma empresa de serviço de UTI movel. Poderia ser mais detalhado como posso montar o preço desse serviço aliando o investimento, o risco, impostos, despesas e custos mensais e margem de contribuição, ou seja, todos fatores que podem ser inclusos no para formação de preço? Poderia me informar todos os impostos e tributos desse tipo de serviço (ISSQN, PIS, COFINS…)?

    Desde de já parabenizo o site!

    Aguardo as informações.

    saudações…

    • Prezado Guevara

      Peço desculpas, pois sua mensagem foi confundida com “spam” e somente agora consegui recuperá-la. Espero que eu ainda possa ser útil.

      Preciso de mais detalhes sobre esta operação, mas como você terá de utilizar ajuda de um contabilista, este profissional também poderá esclarecer sobre regime tributário e sobre os tributos.
      Senão, me informe exatamente qual serviço será prestado. Aqui no blog postei diversos artigos explicando bem as demais questões, dê uma olhada e envie dúvidas se ainda tiver.

      Boa sorte.

  106. Olá, Dr. Matos … preciso de ajuda..
    Veja..
    minhas despesas fixas (incluindo média de pgto de impostos) resultou em 30%
    Icms antecipado em alguns casos 7%
    percentual de simp. nacional 2,75%
    lucro esperado 100%

    Qual o percentual a ser aplicado em todos os produtos??
    Espero que me ajude..
    Muito obrigada.
    Francieli

    • Prezada Francieli

      Peço que envie detalhadamente suas informações, pois penso que exite um equívoco.

      O ICMS na compra para você é custo, portanto faz parte do seu custo direto.

      Os impostos fazem parte da despesa comercial, portanto não são despesas fixas.

      O lucro não poderá ser 100%. Quando falamos em percentual de lucro, queremos dizer a relação de uma valor (o lucro) em relação a outro valor (o total de receitas de vendas) portanto o lucro nunca será 100% da receita de vendas.

      Entendeu esta questão?

      Aguardo mais informações.

      Matos

  107. Boa noite!
    Gostaria de lhe parabeninzar pelos topicos, sao de grande ajuda a todos, tenho certeza!
    tenho uma pequena empresa e estou tentando acertar as contas, usando plano de negocios e suas dicas.
    Segui a equaçao para achar o preço de venda, mas estou com uma duvida, os custos variaveis(comissao, encargos sobre comissao, taxa de cartao, impostos) nao deveriam entrar nesta equaçao? outra duvida, onde entra o 13 salario, ferias +1\3, FGTS ?

    Abraços

    Obrigado.

    • Prezados

      Negócios são assim, embutem sempre riscos.

      Vale a pena começar de forma formalizada. Veja o formato do Empreendedor individual, tem CNPJ e seus gastos com impostos são de apenas 5% do Salário Mínimo mais R$1,00 para o ICMS. E você poderá vender de forma oficial no máximo 5.000,00 por mês, a partir dai você poderá crescer de forma bem organizada. Entre no portal do empreendedor e veja como é simples.

      O maior desafio é vender. Se você acha que dará conta do recado, vá em frente prezados.

      Abraços

      Matos

  108. OLA CONSULTOR MATOS
    GOSTARIA DE SABER SE O PROCESSO ABAIXO QUE APLICO PARA O PREÇO DE VENDA É CORRETO EX
    PREÇO CUSTO DA MERCADORIA =10
    DESPESAS FIXAS 14% DO VALOR DAS VENDAS
    CUSTO TOTAL=10+14%=11,40
    DESPESAS VAR=30%
    LUCRO DESEJADO 20%
    MARK UP=100%-30%-20%=50%=0,50
    PREÇO DE VENDA =11,40/0,50=22,80
    FICO NO AGUARDO DE UMA RESPOSTA PARA ESSA DUVIDA
    ATENCIOSAMENTE
    ALEXANDRA

    • Não está correto Prezada
      Você não deve somar custo direto com despesas fixas, isso não quer dizer nada. Custo direto (mercadoria) + despesas Variáveis = Custo Variável. Isto é correto.

      Preço Venda = Custo Direto (mercadoria) + % Desp. Variável + % desp. Fixa + % Lucratividade

      PV = 10 + 30% + 14% + 20%; PV = 10 + 64%; PV – 64% = 10; 36%PV = 10; PV = 10/36; PV = 10/0,36; PV=27,78.

      MARK UP = 27,78 / 10 = 2,778.

      Abraços

  109. boa tarde sr Matos,
    gostaria de tirar uma duvida
    costumo calcular o preço de venda da mercadoria desta forma
    custo da mercadoria 34,50
    despesas fixas 14%=4,83
    custo total=39,33
    desp variaveis=30%
    lucro desejado=10%
    mark up=100%-(30%+10%)=0,60
    preço de venda = custo total/mark up 39,33/0,60=65,55
    gostaria de saber se isso e correto colocar o custo fixo sobre o custo da mercadoria
    um abraço
    ricardo

    • Prezado Ricardo.

      Não está correto.

      As Despesas Fixas são valores mensais, mas devem ser pagas com o que sobra das receitas, retirando os custos variáveis. O que chamamos Margem de Contribuição. Portanto, no preço de cada produto deve entrar um valor relativo, pois o valor absoluto é de toda a empresa e mensal. Portanto, esta relação é entre o valor das DF em relação às receitas e NÃO EM RELAÇÃO AOS CUSTOS DIRETOS (mercadoria). o Cálculo é Despesas Fixas do mês x 100 / Receita de Vendas do mês, o resultado será um percentual, que você pode chamar de Taxa de cobertura das despesas fixas.

      A estrutura do preço é: Custo Direto + Despesas Comerciais + Taxa da cobertura de Desp. Fixa + Lucratividade desejada.

      PV = Custo direto + % das despesas comerciais + % taxa de cobertura das desp. fixas + %lucratividade..

      As desp. comerciais são normalmente os impostos e tributos sobre a venda e a comissão de vendedores se tiver, portanto tudo em % das vendas.

      Você sabe resolver esta equação? Se não mande a dúvida.

      Abraços

      Matos

  110. Matos obrigada!! Já me informei.
    Agora tenho outra pergunta. Como faço para calcular o percentual das minhas despesas fixas se ainda nao tenho vendas?

    • Prezada

      Inicialmente você deve fazer um previsão do volume de faturamento, possível e o mais provável.

      Todas as empresas com boa gestão fazem isso.

      Esse volume de vendas é a expressão do negócio: Isto é, você montou o negócio para vender acima de uma determinada meta, que vai propiciar seu lucro.Abaixo dessa meta o negócio não é viável.

      São estimativas que devem ser melhoradas todos os meses, mas você precisa ter uma meta para lutar por ela, senão ficará de braços cruzados esperando cliente, o que pode ser morte certa da empresa.

      Faça previsão de vendas, seja olhando para seus concorrentes mais diretos, seja refletindo sobre suas reais possibilidades, seja impondo uma meta de retorno do investimento.

      “Planejar é preciso” .

      Boa sorte

      Matos

  111. Ola…estou abrindo uma loja, onde estarei comercializando, papelaria, presentes e armarinho.Como faço pra saber minhas despesas comerciais, sendo que não sei quais impostos e contribuições irão incidir sobre o negócio?Preciso disto para calcular o meu ponto de equilibrio e demais equações…

    • Prezada Viviane

      Depende da opção tributária que você fizer. Pode ser optante do SIMPLES, ou será registrada como Empreendedor individual, ou com opção para Lucro Presumido ou Lucro Real.

      Muito provável que seja uma empresa optante do SIMPLES. De qualquer forma você vai necessitar mais na frente de um contabilista, então procure já um mais perto de você, explique o negócio que pensa montar e defina com ele a opção tributária e se informe de toda a tributação. Veja também as contribuições sociais.

      Boa sorte

      Matos

  112. TENHO UMA DÚVIDA Q NÃO ME DEIXA IR PRA FRENTE!!FAÇO ARTESANATO MAIS NÃO SEI COLOCAR PREÇO DE CUSTO P REVENDAS!! COMO FAÇO ? SÓ QUE NÃO ENTENDO NADA DE % !! POR FAVOR ME EXPLIQUE DE UM MODO MAIS SIMPLES! OBRIGADA!!

    • Prezada Mara
      Entendo sua dificuldade, mas aconselho estudar um pouco mais matemática pois ter habilidade para fazer contas é de maior importância na sua atividade de artesanato. Nem adianta retardar isso. Comece a se interessar já, cada dia um pouco e quando menos perceber já estará brincando com números. É como tocar violão, basta insistir que rapidamente consegue tirar algumas músicas.
      Vai aqui uma orientação simples:
      O preço de venda representa a quantidade de dinheiro que você define com seu cliente sobre o valor do bem que estiver sendo negociado. Portanto, é sempre o valor que o cliente concordar em pagar.
      Mas não pode ser qualquer valor, pois se for menor do que você gastou, então você terá prejuízo.
      Assim, para você saber se o que vai receber do cliente é suficiente você precisa conhecer por quanto vale a pena vender. Concorda?
      O preço que vale a pena é aquele que compensar tudo que você gastar e ainda gerar lucro, concorda?
      Então basta somar o que você gasta. Não é mesmo?
      Mas o problema é que alguns custos são possíveis de serem somados, outros não. Por exemplo: O custo da compra da peça. O custo da embalagem.
      Mas o custo do aluguel já não dá para somar com os demais custos, pois não é da peça que vai vender, mas é de toda a loja e para o mês inteiro. Assim também a luz, a água, os salários dos seus empregados, se tiver.
      Então como fazer?
      Resposta: Some todos os custos que você puder isolar para cada peça de artesanato. Ao valor encontrado vamos dar o nome de custo “V”. Assim, cada peça terá um custo “V” só seu. Concorda?
      Os custos que você não puder isolar para cada peça, some separado, para todo o mês. Para este custo total do mês vamos dar o nome de “F”.
      Agora, faça uma estimativa do volume de vendas que você conseguirá vender no mês. Ao número estimado vamos dar o nome de “R”.
      Agora pegue o valor “F” e divida pelo valor “R”. Assim, F/R. Ao número encontrado vamos dar o nome de “D”
      Agora faça outra estimativa: quanto de lucro você acha que pode conseguir no mês no tipo de negócio que tem? Vamos chamar de “L”. Divida “L” por “R”. Assim L/R. Ao resultado vamos dar o nome de “LL”

      Agora basta somar para cada peça que colocar à venda.
      Preço da Peça que vamos chamar de PV resulta em: PV= V + D + LL.
      Para o comércio ou fabricação precisamos acrescentar ainda os impostos e contribuições. Mas, estou supondo que ainda não é o seu caso. Quando for, mande a dúvida que explicarei.
      Mas veja, o valor do PV (preço de venda) que você encontrar precisa ser igual ou menor do que o preço que seus clientes aceitam pagar. Exemplo, o resultado do cálculo de uma peça deu R$22,00 e você consegue vender por R$30,00. Isto é ótimo. Significa que você consegue vender por preço superior ao mínimo que precisaria.
      Mas se for ao contrário? Se os cálculos deram R$30,00, mas os clientes acham caro, só concordam pagar R$25,00. Significa que seu negócio está com custo muito elevado, ou que você está querendo um lucro muito alto ou que o ponto é ruim e você vende muito pouco. Pois quanto maior for seu volume de venda do mês, menor será o custo das peças e maior poderá ser o lucro.
      Mais na frente, quando você estruturar melhor o seu negócio, falaremos de alguns outros custos que ocorrem mas você não vê, por exemplo as “provisões”. Mas, faça o que está descrito acima que já resolverá 98% da questão.
      Mande notícias se entendeu, se ficou mais fácil.
      Boa sorte
      Consultor Matos

  113. Caro Matos,

    Esqueci de mencionar minha dúvida de como fazer uma prospecção de vendas, e no meu caso de locação de brinquedos não estando em funcionamento, pensei em fazer com concorrentes, mas esta pesquisa é feita em cada item de locação e fiquei sem alternativas para levantar estes dados. Se tiver alguma ideia por favor me ajude.

    • Caro Alan

      Sobre a pesquisa, preciso de mais informações sobre o negócio para melhor orientação. Mas é sempre bom ver a postura de concorrentes.

  114. Caro Matos,

    Estou com um trabalho de desenvolvimento de plano financeiro, gostaria de saber como posso calcular encargos nos salários e pró-labore e ainda se eles fazem parte das despesas fixas. Parabéns pelo fórum esta sendo muito proveitoso para meu aprendizado neste trabalho acadêmico.

    • Prezado

      Abaixo a relação de encargos normais. Mas cada caso é um caso, pois devemos considerar também a multa sobre o FGTS em caso de demissão sem justa causa o que depende de cada empresa, a forma de enquadramento no Simples, etc. Tendo um caso real, converse com seu contabilista para avaliação de todas as possibilidades legais.

      Optante do Simples: Visão dos encargos sobre os salários nominais mensais
      Ferias = 8,33%
      Abono de férias = 2,78%
      13º salário = 8,33%

      Composição dos Encargos adicionais para não optantes do SIMPLES:
      INSS 20%
      SAT 1,2 ou3%
      FGTS 8%
      Sal.Ed. 2,5%
      Senai 1%
      Sesi/Sesc 1,5%
      Sebrae 0,6%
      Incra 0,2%

      Abraços

      Consultor Matos

  115. Meu amigo Matos, Estou com algumas duvidas, espero que me ajude.
    tenho um atacado de material de construcao com um faturamento mensal de 20,000 em media pago 6% de imposto + 6% de comissao, tenho um custo fixo mensal de 2,400,00 reais (aluguel, tel, agua etc…)e espero um lucro de 20%. Se eu compro um produto com um custo de 10,00 reais qual seria o preco ideal para venda do mesmo? Pode me ajudar?
    Obs: meu teclado esta ruin e por isso os erros.

    • Prezado Marcelo,

      Utilizando um modelo de rateio padrão das despesas fixas, elas correspodem a 12% do faturamento. Portanto podemos assumir que o preço de venda de cada produto deveria contribuir com 12% para cobrir as despesas fixas, então teremos:

      PV = 10,00 + 6% + 6% + 12% +20%; Portanto, PV = 10,00 + 44%

      PV – 44% = 10,00, portanto, 56%PV = 10,00

      PV = 10,00 / 56% ou PV = 10,00 / 0,56. Assim, PV = 17,86

      Assim, prezado Marcelo, você deveria vender pelo menos por R$17,86
      Abraços
      Consultor Antonio Carlos de Matos

  116. Bom dia, Matos
    Estou abrindo uma loja virtual e não estou sabendo como obter a porcentagem das minhas despesas fixas,por favor me ajude, tenho os seguintes dados:
    DESPESA FIXA – R$ 8.072,00
    CUSTO DO PRODUTO – R$ 8,28
    DESPESA VARIAVEL – 19%
    MARGEM DE LUCRO – 20%
    QUAL SERÁ MEU PREÇO DE VENDA?
    Este é um dos produtos que irei vender.

    • Prezada Viviane

      Um bom método é você estimar a “taxa de cobertura” das despesas fixas com base numa previsão de venda. É necessário estimar um volume de venda que seja seu alvo no negócio. Por exemplo, se você estimar que conseguirá vender R$30.000,00 por mês, então esta receita será usada para pagar o custo variável (direto + as despesas comerciais) e ainda sobrar para pagar todo o custos fixo (8.072,00) e sobrar para o lucro. Portanto, com base na estimativa de vendas, a taxa de cobertura das despesas fixas será: 8.072,00 / 30.000,00 x 100 = 26,9%

      Se assim for, o preço será: PV = 8,28 + 19%PV + 20%PV + 26,9%PV. Portanto PV = 24,28.

      Mas o preço a ser praticado será o melhor que o mercado aceitar.

      Abraços

  117. BOM DIA!

    CONSULTOR, TENHO UMA DESPESA APROXIMADA EM R$ 32.500,00 E UMA VENDA DE + OU – R$ 45.000,00. FIZ OS CALCULOS PRA SABER MAIS OU MENOS QUAL A PORCENTAGEM QUE PRECISO COLOCAR PARA COBRIR MINHAS DESPESAS, MAS NÃO DEU MUITO CERTO, PRECISO SABER COMO É QUE EU FAÇO.

    GRATO!

    • Prezado Adailson

      Seus gastos são compostos pelo custo direto (para obter os produtos ou executar os serviços) + as despesas comerciais (impostos e comissão de venda) + as despesas fixas da empresa que ocorrem mesmo se nada vender. Preciso destas informações para orientar melhor.

      Abraços

      Matos

  118. Sr. Marcos,

    desculpas sr Matos, mas ainda não tenho noção de preço nenhum, pois é a primeira vez que vendo algo! O sr. disse para eu calcular por unidade não é isso? mas como assim?
    Porque os materiais eu vou comprar para fazer a mais! por exemplo: a barra de chocolate dá para fazer mais de um ovo, e assim também com os outros materiais.
    por exemplo: eu tenho que calcular por gramas? é isso? e se for tem alguma fórmula especifica que eu possa fazer o calculo?

    me desculpas mais uma vez! mais é que ainda não entendi!
    agradeço desde já!

    abraços,

    • Muito bem.
      O preço calculado por você só tem uma utilidade: verificar se é menor ou maior que o preço que você vai praticar, que é o preço que o mercado adota. Isto está claro, não é?

      Pois bem, para calcular, veja quanto gasta em cada unidade de produto, ou seja, em cada ôvo : chocolate, recheio e embalagem. Esse é o custo direto. Existem outros custos significativos quando você for fabricar grandes quantidades: como o gás, água, energia eletrica, aluguel, empregados, utensilios, e outros, que chamamos de “despesas fixas” que no seu caso estão misturados com as despesas de sua residência, não é?

      Assim, utilize apenas os custos diretos e some o lucro que deseja ter ou que achar que vale a pena, e verifique se o valor encontrado é menor que valor normal no mercado. Se for menor, significa que a operação vale a pena, então venda pelo preço de mercado, e não pelo que calculou.

      Se o preço calculado for maior que o praticado no mercado, significa que seu produto é caro demais e corre o risco de ninguém comprar.

      Desta forma você pode iniciar, mas se for montar uma empresa, então precisa considerar outros fatores, e aprender mesmo sobre todas as variáveis que envolvem a questão de preço.

      Abraços
      Matos

  119. OLÁ CONSULTOR!

    QUERO VENDER OVOS DE PÁSCOA, MAS NÃO SEI COMO CALCULAR O PREÇO DE VENDA PARA CADA OVO? VOU FAZER OVOS DE 250G 350G E 500G! ALGUNS VÃO ALGUNS RECHEIOS DENTRO! COMO DEVO FAZER O CALCULO?

    • Kayonara

      Entendo que você não tem ainda uma empresas. Se é isso, seu cáculo é simples. Some tudo que você vai gastar para produzir uma unidade e ponha o lucro que deseja ter. O resultado será o preço que você acha bom. Mas não pratique esse preço. Veja quanto está os ovos no mercado, então fique próximo ao preço de mercado. Você não sendo empresa, com certeza terá um custo menor e ganhará mais por unidade, embora produzirá menos.

      Abraços
      Matos

    • Prezado Claudio

      Você fêz uma pergunta mas não enviou informações suficientes. Assim, vou supor que você vai comercializar tijolos a granel tendo como base “milheiro”. Neste caso você estará em um mercado bastante estabilizado de materiais básicos para construção em que o preço é semelhante em cada praça. Portanto nem precisará calcular o preço de venda, seus clientes não aceitarão preços acima do mercado. Você precisará calcular quanto custará para você. Esta verificação é bem simples. Considere:

      Quanto você venderá por mês?.
      Quanto gastará por mês fora o custo dos tijolos?. Divida esse valor pela quantidade de vendas estimadas por mês.
      Qual será o preço de obtenção dos tijolos?. Some ao resultado acima. Você terá então o custo total, cuja diferença com o preço de venda será a margem de lucro e impostos.

      Tendo mais dúvidas, envie prezado

      Boa sorte

      Matos

  120. Olá,

    as minhas despesas fixa são de 3.200 mensal,a média de venda mensal é de 7.000 a 10.000 e geralmente coloco uma margem de 100% em cima do preço de custo,eu gostaria de saber se está correto essa margem que eu coloco e qual valor eu preciso vender mensal,para conseguir cobrir todas as despesas fixas e obter lucro.O ramo que eu trabalho é roupas.

    Obrigada.

    • Você utiliza um método que não dá segurança no que fazer. Dobrar o valor do custo não garante que cobrirá as despesas fixas mais o lucro. De qualquer forma o preço que vai praticar deve ser o mais alto que seus clientes aceitarem pagar.

      Recomendo que leia novamente o artigo e tente montar o preço adequadamente. Tendo dúvidas, apresente que ajudarei.

      Abraços
      Matos

  121. eu vendo móveis de madeira e tenho uma margem de venda de 120% em cima do valor aquisição, como eu encontro o meu lucro. Como eu coloco o preço de venda, Ex: Um Arnário custa 1400,00 reais, eu pago 6% de simples nacional + 20% de custo por mercadoria + 30% de margem de lucro.

    100%PV = 1400 + 6%PV + 20%PV + 30%PV;
    100%PV = 1400 + 56%PV;
    100%PV – 56%PV = 1400; Então: 56%PV = 1400;
    PV= 1400 / 56% ou PV= 1400 / 0,56
    PortantoPV= 2,500, 00 => no caso esse seria o meu preço de venda? Eu acho muito pouco, eu venderia na minha loja por 3,080,00. Pois eu tenho um custo com verniz e outros produto para a preparação da pigmentação para por uma tonalidade nos produtos. Eu também não consigo localizar o meu lucro de 30% em cima de 2500,00 reais

    • Prezado Felipe.

      O preço que você calcula representa o menor preço que vale a pena comercializar o produto. O preço que realmente você irá praticar é aquele que o mercado aceitar e de preferência superior ao que você calculou. Ex.: Você calculou e encontrou R$220,00 portanto não é aconselhável vender por preço menor. Mas o mercado aceita pagar R$280,00. Então você deverá vender pelos R$280,00.

      Mas se o mercado só pagar R$215,00? Então você deverá rever a sua forma de produzir. Entendeu porque calcular?

      Assim, me explique, no seu caso:

      O que representa os R$1400,00. É o que você paga pelo armário? E os tais 20% de mercadoria?

      Deveria ser assim:

      Custo direto (materia prima, componentes, material de acabamento, etc)
      Mais
      Despesas comerciais: 6% de SIMPLES
      Mais
      Cobertura das Despesas Fixas (para aluguel, salários, energia, etc…)
      Mais
      Margem de lucro desejada

      Toda essa soma resulturá no preço minimo que vale a pena. Mas o melhor é vender por preço superior.

      Aguardo novas dúvidas. Leia o artigo onde explico claramente este modelo de cálculo

      Abraço

    • Comente melhor isso prezado, pois na mensagem anterior não havia essa colocação.

      Aguardo, mais informações para poder orientar melhor

  122. Consltor Matos.

    Sou aposentado e gostria den abrir um sacolão a quilo, o senhor tem com me explicar a forma de quantos quilos eu devo vender, se for possivem um exeplo ficticio.
    Grato,
    Joao

    • Prezado João, escrevi um artigo tratando exatamente do que você precisa. Veja o título: Ponto de Equilíbrio, quando não há lucro, mas também não há prejuízo. Esta neste blog. Dê uma olhada. Estude este assunto. É demais importante.

      Abraço

      Matos

  123. oi!

    estou querendo abrir uma loja de variedades(armarinho,papelaria)e quanto ao preço de custo ,já entendi a margem do lucro, a duvida está de onde eu tiro capital para renovar o meu estoque tiro do meu lucro ou já esta incluso no percentual dos custos do produto?

    • Prezada Suzy

      Quando você vende uma caneta por, digamos, R$5,00. Este valor devera ser usado em 4 destinos:

      1- Pagar o fornecedor que vendeu a caneta para você. Se você comprou a caneta à vista e já pagou, então a parte correspondente é para repor seu capital que você usou para pagar o fornecedor. Por exemplo R$2,00. Sobram R$3,00

      2- Outra parte é para cobrir as despesas comerciais como os impostos, digamos (exemplo R$0,50). Sobram R$2,50

      3- Outra parte é para ajudar a cobrir as despesas fixas, digamos que seja R$2,00

      4- Os R$0,50 restantes é seu lucro unitário pela venda da caneta.

      Mas agora você precisa comprar nova caneta para revender, neste caso, faça como antes: Pois ao vender você recuperou o custo.

      Entendeu ?

      Mas muito cuidado. A questão estoque é sempre risco, pois se comprar e demorar a vender você ficará sem dinheiro. A melhor regra é: Compre, venda, receba, só então pague ao fornecedor. Mas como nem sempre isso é possível, faça um grande esforço para operar bem perto desta regra.

      Abraço

      Matos

  124. Prezado Matos,
    eu entendi o cálculo do preço de venda, mas tenho dúvidas em relação ao custo direto. No seu exemplo o custo direto foi o Custo de aquisição = R$10,00 a unidade. No meu caso o produto é um software, onde existe um custo alto para ser desenvolvido, mas, depois de pronto, não existe mais custo para gerar uma cópia para ser vendida (considerando que as vendas são feitas pela Internet e é feito o download do software). Minha dúvida é como calcular esse custo direto por unidade no caso de softwares.

    Obrigado,
    Marcio

    • Prezado Marcio.

      Várias são as formas de entender sua situação.

      Primeiro, o custo de desenvolvimento, de manutenção e de evolução do sistema pode ser entendido como custo direto e ser calculado uma média mensal para um período de 12 meses ou da vida útil do sistema. Não alongue muito pois hoje se desatualiza muito rápido.

      Segundo, o valor dispendido para desenvolver poderia ser entendido como INVESTIMENTO INICIAL da empresa e não como custo direto. Custo direto seria somente o que vier a gastar em cada venda.

      Terceiro, seria também adequado pensar que você não vende produtos, mas apenas serviços, assim os gastos para desenvolver seria investimento inicial na empresa e os custos seriam aqueles alocados em cada cliente.

      Escolha o melhor formato, qualquer nova dúvida, registre no blog

      Abraços

      • Prezado Matos,
        achei interessante essa abordagem de considerar o custo de desenvolvimento como investimento inicial da empresa. Mas então como o custo de desenvolvimento seria considerado nos próximos softwares criados pela empresa?

        Obrigado,
        Marcio.

      • Prezado

        Tudo é uma questão de estratégia de gestão.

        Se você desenvolve sistema para cada cliente, o custo de desenvolvimento é Direto e deve ser recuperado na venda para este cliente.
        Mas se você desenvolve e depois vende para vários clientes, cobrando de cada um uma adesão e uma mensalidade pela licença de uso, então a recuperação do custo do desenvolvimento será um pouco de cada cliente, e não tudo de uma só vez.

        Por isso, cada sistema desenvolvido foi objeto de investimento em novo produto e, portanto, o valor gasto não pode ser custo direto de uma só venda.

        O investimento é um capital aplicado que se recupera aos poucos em cada venda, por isso esta é a melhor forma de entender esta questão.

        Na verdade, empresa saudável “reinveste” parte do lucro obtido em sua modernização, ou em mais um negócio, que é o seu caso.

        Abraço

        Matos

      • Prezado Matos,
        Nosso problema é semelhante ao de Marcio.
        Desenvolvemos software para ser licenciado a diversas empresas e nossa dúvida é como calcular o preço de custo e consequentemente o preço de venda, já que não sabemos quantas licenças serão vendidas.
        Gostaris de receber uma orientação como calcular esses valores.
        Abraços

      • Prezados

        Não tem jeito. Tem de ser feita uma previsão de vendas. Uma expectativa de vendas. Não há negócio sem uma expectativa de vendas.

        Mas lembrem-se, o preço que irá praticar será aquele aceirto pelos clientes. O maior possível. A vantagem de calcular é para saber se esse preço é compensador.

        Abraço

        Matos

  125. Sempre trabalhei informal… e só agora depois de anos resolvi abri uma loja. Tenho muita dificuldades nestes assunstos… e acredito não ser boa administradora. Me enrolo um pouco para por preço. Minha ideia é uma loja diferente das outras com mercadorias com preços acessiveis… mais que eu não saia perdendo… geralmente coloco no minimo 80% a 100% emcima da peça… mais as vezes me questiono se no final tenho um lucro razoavel… gostaria de algum suporte se for possivel.

    • Prezada Vanessa

      Peço que leia outros artigos que pubiquei aqui neste blog sobre como definir o preço de venda. Se tiver dúvida ainda, terei satisfação em ajudar. Pois, apenas colocando um percentual acima do custo de compra não é bom.

      Boa sorte

      Matos

  126. Bom dia!
    Estou abrindo uma loja de informática e gostaría de saber qual a porcentagem que coloco nas mercadores para venda
    Despesas fixa mês: 2.000,00
    Margem de lucro Mês: ??nãe sei ainda é nova.

    • Prezada Renata

      Não é possível responder à sua pergunta, pois a resposta envolve muitas variáveis. Mas aqui neste Blog eu publiquei vários artigos abordando a questão preço, margem lucro …etc. Analise estes artigos. Voce conhecerá as variáveis, depois mande suas dúvidas.

      Abraços
      Matos

  127. em minha empresa possuo celulas de producao onde o produto percorre toda a cadeia produtiva, possuo 8 funcionarios sendo que 5 sao os que concluem o produto
    e tres que antecem a flecha de fabricacaoos, pergunto por qual numero de funcionarios devo em encontrar a quantidade de horas reais mensal.

    • Prezado Sebastião.

      Explique melhor o que entende por “quantidade de horas reais mensal”?

      Provavelmente esteja querendo dizer a capacidade de produção em horas. Capacidade instalada. Capacidade Planejada. Capacidade utilizada.
      Seu produto consome quantas horas de produção total? Qiuantos produtos consegue produzir por mês?

      A somatória da capacidade de horas de produção das células dá a capacidade de produção total, mas nenhuma célula pode ser sub ou super dimensionanda, precisa ser um equilíbrio perfeito na paticipação dos produtos.

      Forneça as informações que solicitei e poderei contribuir com você.

      A. carlos de Matos
      Consultor em Gestão Empresarial.

  128. Olá, consultor Matos , aqui é o Josias Matos, de manatuale.Estou reestruturando a empresa,demitir os funcionário antigos que calzavam problemas,tais como, falavam mal da empresa, desestimulavam os outros, eram não cumpriam ordens, etc..
    estou com dois nas vendas esternas com metas d C$17000,00 cada um por mês,e treinamentos para abertura de clientes novos, começamos dia 1o. deste mês, mesmo no inverno chovoso nessa primeira semana já vendemos CR$ 5.500,00 e abrimos 6 clientes novos, pois notei que o estava fazendo , estava erra o proprio vendedor( vendia, entrgava no dia seguinte, e as vezes cobrava,então tinha dia que não tinha pedidos para entrega. Agora o vendedor sai de moto, ( vende , limpa o freezer, e faz algunas combranças, e só volta no dia seguinte .Com os pedidos, e tenho pedidos todos os dias, e o conbinado foi(2% decomissao, a carteira de clientes feita com os freezer locados, val.refeição, 168,00p/mes=48,00 por semana, ajuda custo da sua moto ( 150,00),+ (200,00 combustivel por mês, ou seja 50,00 p/semana)+ ( salario de 510,00 na carteira.(então ele me custa o seguinte: (340,00 é 2% de 17.000,00 de vendas +168,00 refeição,+ 200,00 de comb.+500,00 de salario+ 150,00 ajud. moto + encargos, férias proprocionasis, 1/3,décimo, fgts etc..247,00= total de : R$ 1615,00 o que representa 9,5% dos 17 mil da sua méta, o que vc, acha estar muita despendioso essa proposta pra vendas.

    outra coisa será ,como vai sera a parte jurídica, eles são externos, fazem os próprios horários, só vão na empresa pela manhã entregar os pedidos, será que eles vão me combrar hs.extas, além da comissão, como eu fico amprado disso.

    Favor mande planihas de custos para minm, e DRE, sua opnião sobre o caso e alguma dicas de gestão,para crescer sólido

    att.josias matos

  129. Ola Carlos,
    Bom,ja enviei um comentario anteriormente,e agora gostaria de mais uma ajuda.
    Bom,gostaria de saber qual e o preço minimo de venda de cada peça,quanto eu devo colocar para pagar as despesas e quanto vai me sobrar.
    Bom,as minhas despesas fixas soma 1,285 .
    vendo em media 4,000 mes.
    Em uma peça que me custa 20,00 reais,a quanto devo vende-la??
    Tentei fazer a conta mas deu uma porcentagen alta,por isso gostaria da sua ajuda.

    Obrigada,Regina

    • Oi Regina, bem-vinda novamente.
      Uma maneira fácil que proponho para iniciar é distribuir uniformemente as despesas fixas para cobertura por todos os produtos que vender. Para tanto, faça assim: encontre a relação das despesas fixas com o total previsto das receitas, ou seja: 1.285 x 100/ 4.000 = 32,13%. Significa que no seu caso, PARA VOCÊ COBRIR AS DESPESAS FIXAS, é necessário que cada real obtido das vendas de R$4000,00 contribua com 32,13%. Assim, de cada R$100,00 vendido você precisará separar R$32,13 para acumular e pagar as despesas fixas. Sobrará deste R$100,00 justos R$67,87 para pagar o custo dos produtos responsáveis pela venda dos R$100,0 e para acumular e gerar lucro. Mas lembre-se esta é a reflexão para o preço de venda mínimo. E no caso da acumulação de lucro você sabe como fazer?

      A. Carlos Matos
      Consultor em Gestão Empresarial

      • Ola Carlos,
        Bom,minha conta deu esse msm resultado,estava confuza pois a porcentagem foi alta…a soluçao e melhorar as vendas !!Muito dificil!!
        Bom,mas e qnto a acumulaçao de lucro,por onde devo começar?

        Att,Regina

      • Prezada Regina

        Para cada unidade vendida, é certo que você conseguirá pagar o custo variável (custo direto + despesas comerciais). É certo que você conseguira ainda contribuir com parte da cobertura de despesas fixas e com o lucro. Para conseguir cobrir toda a despesa fixa do mês e ainda acumular o lucro que deseja você precisa conseguir vender UM VOLUME DE VENDAS ACIMA DO PONTO DE EQUILIBRIO. Veja em outros artigos aqui do Blog as dicas e explicações que dou sobre isso. Mande suas dúvidas que ainda surgirem.

        Abraços

        Matos

      • Prezado Wagner

        Você pergunta: “Minha dúvida é quanto colocar do custo do produto em cada locação”
        Uma boa alternativa é você estimar quanto tempo em média o brinquedo poderá ser alugado, considerando desgastes, durabilidade e aspecto. Exemplo: se durar 6 meses, divida o valor de reposição do brinquedo pela quantidade de dias em média que o brinquedo fica alugado nestes seis meses. O resultado será o custo do brinquedo por dia de locação. Se o brinquedo, quando descartado, for vendido, então diminua do valor de reposição o valor conseguido na venda.

        Precisando, envie sua dúvida.

        Abraços

        A.Carlos de Matos
        Consultor em Gestão Empresarial

  130. Na produção de uma massa caseira( lasanha, por exemplo)como posso calcular o valor de venda do produto? Tenho que comprar os ingredientes , a embalagem, a utilização do forno a gas e a mão de obra ; a princípio o produto sairá da minha casa p/ a casa do comprador e, não tem nenhuma incidência de taxas . Grata

    • Prezada Sueli

      O preço de mercado será sempre o melhor que você conseguir. Mas para saber se é suficiente calcule seu preço referencial conforme indicado no artigo, estimando cada custo. Por exemplo: com um bujão de gás quantas unidades de seu produto você conseguiria fazer? Ou se o gás custa R$ 42,00 e for suficiente para 60 dias, então significa que você gasta R$20,00 por mês de gás. Se você´produzir 50 kg de massa por mês, cada quilo produzido consome R$0,40 de gás. (50/20=0,40). E assim por diante. Tente calcular e envie novas dúvidas.

      A. Carlos de Matos
      Consultor em Gestão Empresarial

  131. Pingback: O preço de venda está adequado ao mercado? « Beco com Saída

  132. Prezados, desculpem a minha ignorância com relação ao assunto acima, depois de lêr outros artigos do sebrae entendi, que todos os custos já estão incluidos no cálculo acima.

    Grata

    Maria

    • Prezada Maria

      Para se chegar ao preço de referência ideal para a empresa é necessário considerar todos os custos, inclusive a contribuição para despesas fixas e para o lucro.
      Exponha outras dúvidas para que esse assunto fique bem claro para você.
      Abraço
      A. Carlos de Matos
      Consultor em Gestão Empresarial

  133. Prezado, veja se a conta que faço está certa:

    Preço de custo do Produto: 10,00
    Preço de venda 16,00
    10,00/16,00
    CMV 62%
    portanto eu teria que vender este produto a 28,00 pra ter um cmv de 35% que é onde eu teria uma boa márgem de lucro, já que qto menor é o cmv maior é o lucro; por isso acho que não entendi por que o preço de venda aceitável acima seria 16,00 …

    Grata

    • Prezada Maria

      O CMV (custo da mercadoria vendida) refere-se ao seu gasto para adquirir o produto.

      Ao vender, espera-se que você recupere este gasto (o CMV). Espera-se também que recupere os gastos comerciais como os impostos sobre o valor da venda e comissão de vendedores, se tiver.

      Mas, precisa recuperar mais gastos: as suas despesas fixas (como aluguel, energia, telefone, etc) devem ser cobertas pelas vendas que realizar.

      E não é somente isso. O seu lucro também provém das vendas.

      Por isso, fazemos a reflexão: além do CMV e das Despesas Comerciais, o Preço de Venda que você praticar em cada produto ou serviço precisa ajudar no pagamento das Despesas Fixas do mês e na acumulação do lucro que for adequado ao seu negócio.

      No seu caso, o CMV é R$10,00 e o PV é R$16,00. Então você conta com R$6,00 para pagar as Despesas Comerciais incidentes sobre os R$16,00, para ajudar no pagamento das Despesas Fixas e ajudar na acumulação do lucro.

      Em nosso artigo, fazemos a reflexão: R$16,00 são suficientes? O mercado aceita pagar mais? Quanto você terá de vendar para cobrir as demais despesas fixas e conseguir lucro?

      Tendo mais dúvidas, nos envie, prezada.

      Abraço

      A. Carlos de Matos
      Consultor em Gestão Empresarial

  134. Prezado Matos, boa tarde!

    No cálculo abaixo:
    100%PV = 10 + 8,28%PV + 20%PV + 10%PV;
    Por que eu não posso acrecentar as somas das porcentagens(38,28%) ao custo do produto(R$ 10,00)?
    onde me daria o PV= R$ 13,82.

    Obrigado!

    Atenciosamente,

    Claudio Netto Vilas Bôas

    • Prezado Claudio

      Na verdade é isso que você faz. Mas para somar valor absoluto (R$10,00) com valor relativo (38,28%) você precisa resolver a equação. É mais ou menos assim, banana se soma com banana, laranja com laranja, etc. Considere também que significa que é 38,28% do preço. Como fazer a soma com parte do preço que ainda não é conhecido? Somente resolvendo a equação. Mas lembre-se que o resultado encontrado será um valor de preço referencial, pois o que manda mesmo é a disposição do mercado.

      Abraços

      A. Carlos de Matos
      Consultor em Gestão Empresarial.

      • 99 % Dos pequenos e médios empresários ( do simples ) tem sérias dificuldades em entender esse cálculo e utilizar um sitema de equação por mais simples que seja, mata os coitados a pau, desta forma acho interessante que os entendidos no assunto procure definir o cãlculo como POR DENTRO E POR FORA, os empresários costumam multiplicar o custo unitario da mercadoria pelo percentual tipo: querem colocar 30% multiplicam o custo unitário por 1,30 e chegam no valor da venda, mas eles querem 30% bruto sobre o preço de venda e pensam que calculando desta forma estão obtendo o percentual desejado pouco sabendo eles que este calculo é denominado POR FORA e que por isso jamais vai resultar nos 30 desejado e que para obeter os 30% teriam que tirar de 100 os 30 e dividir por 100 ou seja (100-30) / 100 = 0,70 assim sendo um produto que custa 1,00 reals iria ser vendido por 1,30 no calculo deles quando o correto seria dividir 1,00 por 0,70 ou seja o valor da venda seria 1,43 arredondado para cima.
        E como fazer esse tipo de calculo, sem se preocupar com titulos honorificos dos encargos e impostos etc, somase todos os percentuais que deverão incidir no preco de venda como numeros mesmo, ou seja, 8,28 + 10 + 20 e o que tiver mais de incidencia e de 100 tira-se o valor da soma que no caso é 38,28 vai sobrar 61,72 divida então este resultado por 100 e obterá uma fração ou um INDICE 0,6172, este é o INIDICE DIVISOR e o que eles usam é o indice multiplicador, para obeter o indice multiplicar a fim de obter os 30% é só dividir o preço de venda pelo custo unitario do produto e vai se chegar em 1,43 ao invés de 1,30,
        o indice multiplicar do exemplo seria 1,62
        A maioria vai estranhar muito porque o valor da venda subirá razoavelmente mas é assim mesmo, a matemática é uma ciência exata e não permite erro, este é fatal.

      • Prezado Lourival

        Na gestão de negócios aprender, como na vida, é sempre um bom negócio. Não pode parar.

        A adoção de um fator para aplicar sobre o custo direto e obter um valor acima deste, o qual se passa a chamar de “preço de venda”, é um mero chute.

        Preço de venda é definido pelo mercado, portanto nem precisa calcular, basta adotar o maior que o mercado aceitar, o maior que os clientes aceitarem, e pronto.

        Mas a questão é: o maior preço que o mercado aceitar, será pelo menos satisfatório para a empresa? Para saber disso, precisa calcular, identificar e somar todos os componentes. Mas como somar as despesas fixas em uma unidade de produto ou serviço? Neste caso a solução é utilizar valores relativos (%) o que nos levará a uma equação de primeiro grau.

        Como aprender equação do primeiro grau é mais fácil do que aprender a fazer brigadeiro ou pão francês, é algo que está ao alcance de todos, com um pouco de esforço e boa vontade. Resulta numa conta de divisão.

        Num país cada vez mais capitalista, não tem jeito, alguns cálculos devem ser de domínio público, por exemplo o cálculo de preço e o cálculo de juro composto. Quem não souber, tá marcando bobeira, pois é muito fácil aprender. Neste blog queremos desafiar os empresários a acelerarem o aprendizado de temas vitais para a gestão dos negócios.

        Seja bem-vindo

        Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s